• 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00
    • Vídeo

    Mulheres fazem comida para presos em frente de cadeia em Boa Vista após empresa suspender alimentação

    Há 1 mes 03/10/2018


    Boa Vista | Um grupo de mulheres fez uma cozinha improvisada em frente a Cadeia Pública de Boa Vista, na tarde desta terça-feira (2) e prepararam comida para entregar aos parentes que estão presos na unidade. O motivo é a suspensão do fornecimento de alimentação por parte da empresa que presta o serviço.


    Os problemas no serviço de fornecimento de comida começaram a ser notificados há dois meses, sendo intensificados em setembro após a empresa contratada afirmar que não iria mais realizar o serviço por falta de pagamento. Sem receber comida há mais de uma semana, os presos relataram a situação para os familiares através de bilhetes entregues durante as visitas no presídio.


    A empresa Qualigourmet, que fornece alimentação a seis unidade prisionais de Boa Vista, incluindo a Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, maior presídio do estado, suspendeu o serviço na última sexta-feira (28).


    Com isso, familiares foram autorizados pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) a levar comida aos detentos.

    No dia 19 de Setembro, a empresa também suspendeu o serviço alegando que está há quatro meses sem receber pagamentos do estado.


    A preparação da comida começou no período da manhã e se estendeu até a tarde, às 17h, quando acaba o horário para recebimento de mantimentos. Segundo os familiares, enquanto não tiver normalidade e entrega de comida feita pelo Governo do Estado, eles vão continuar preparando os alimentos na calçada.


    A Procuradoria-Geral do Estado e Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania) informam que, na manhã desta terça-feira, 2, em audiência, o juiz Aluizio Ferreira Vieira, da Vara da Fazenda Pública fechou o termo de conciliação entre o Estado e a empresa Qualigourmet Serviço de Alimentação Ltda.

    De acordo com o termo, o Estado ficou comprometido em fazer o pagamento ontem, dia 2 de outubro, e a empresa Qualigourmet Serviço de Alimentação Ltda. tem o compromisso de utilizar o recurso para pagamento de pessoal e fornecedores para retomar a prestação do serviço de alimentação nas unidades prisionais.


    Ressalta que o valor estava disponível em uma conta bloqueada. Para solucionar, a justiça autorizou o desbloqueio para ser feito depósito na conta bancária do Fundo Penitenciário Estadual, vinculado à Sejuc.


    Reportagem: Erasmo Siqueira

    Imagens: Jhonata Chaves



    • 1
    • 2
    #SOLIDARIEDADE

    MAIS IMEDIATO