Ao Vivo – Assembleia Legislativa realiza primeira sessão virtual

Insira um URL válido

Manaus – AM | A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) iniciou na manhã desta terça-feira (24) a primeira Sessão totalmente virtual da sua história. A medida, segundo o presidente da Casa, Josué Neto, visa dar condições do Parlamento debater e aprovar projetos importantes que podem auxiliar as ações de combate ao coronavírus nesse período de isolamento social.

Publicidade

O Parlamento amazonense está com todas as atividades presenciais suspensas desde a última quarta-feira (18), por meio do Ato da Mesa Diretora n◦ 008, para evitar a propagação do Covid-19.

A Sessões iniciam às 9h, horário regimental do Parlamento, e todos os parlamentares terão acesso a Sessão virtual.

Os 24 deputados poderão participar de qualquer dispositivo, sejam eles desktops, notebooks, tablets ou mesmo smartphones.

Urgência

Projetos de Lei (PL´s) voltados para salvaguardar a população nesse período deverão estar na pauta de votação das Sessões remotas. Entre as iniciativas que deverão ser apreciadas estão as que propõem a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Prestação de Serviços (ICMS), para a aquisição de artigos de uso essencial como máscaras, álcool gel e luvas, e a que proíbe cortes dos serviços e energia e água. Projetos de autoria dos deputados Josué Neto e João Luiz (Republicanos).

Também existe a expectativa da apreciação de um pacote de medidas do Governo.

Ao Vivo nas mídias digitais

Pioneira na transmissão Ao Vivo das Sessões e atividades no plenário Ruy Araújo, por meio das mídias digitais, a Assembleia Legislativa do Amazonas manterá a metodologia durante a Sessão remota. A iniciativa visa dar acesso à população ao que é discutido e decidido entre os 24 parlamentares, especialmente no momento em que o isolamento social é necessário.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Receba a seleção das melhores notícias:

Qual sua opinião? Deixe seu comentário