‘Bateram em mim na frente do meus filhos’, diz passageiro agredido por responsável de barco no AM

Insira um URL válido

Manaus-AM| Daniel de Jesus Barros, 24, foi agredido na última quarta-feira (26), por funcionários da embarcação Cisne Branco, onde seguiria para o Município de Santarém/PA, após desistir da viagem por motivos de falta de segurança com sua família na embarcação.

Publicidade

Daniel mora em Manaus desde o ano de 2002, onde constituiu família, casou com Kely Taynara Campelo,20, com quem tem um casal de filhos, um menino de 2 anos e uma menina de 5 , iniciou seu trabalho na empresa Tumpex e atua como coletor de lixo, durante 1 ano, o rapaz decidiu preparar uma viagem para sua família, aguardando suas férias do ano de 2019, com intuito de usufruir momentos de alegria em Santarém/PA, comprou passagens para a embarcação Cisne Branco, da transportadora AR Transporte, e que seria de propriedade de um Deputado do Pará, Antônio Rocha.

Na última quarta-feira (26), Daniel, ao embarcar com sua família no Cisne Branco, passou momentos de terror. ” Quando cheguei no Porto, comprei duas passagens de R$ 120 reais cada, meu custo seria de R$ 240, o rapaz falou que esse barco é grande e é bom de viagem,nós acreditamos, mas nós não sabiamos que era mal visto, só ficamos sabendo quando estávamos indo para Santarém”.

WhatsApp Image 2019 06 28 at 10.43.22 1
Imagem: Altemir Coelho

Sobre o acidente, ele relatou: “No meio do rio, o barco foi barrado pela Marinha que mandou voltar, por excesso de passageiro, estava muito lotado mandar para o porto de Manaus, no caminho sofremos um acidente, ao tentar encostar, quebra acelerador do motor do barco e ele teve que voltar de ré, então bateu em um navio, o nosso barco ficou de lado,querendo virar e as pessoas ficaram agoniadas, aí eu decidi pedir o dinheiro da passagem e eles não queriam me devolver, depois de muitas discussões sobre a devolução do dinheiro, o dono do barco some, falou que ia pegar mais dinheiro e ia voltar,passou uma hora e pouco para voltar, depois ele mandou outro homem trazer o dinheiro, um tal de Guilherme e ele não queria devolver nosso dinheiro, aí aconteceu isso, me bateram na frente do meus filhos, tô com uma cicatriz no olho “.

A vítima registrou um boletim de ocorrência no 24º distrito Integrado de polícia e agora está acionando as autoridades exigindo Justiça.

Leia mais

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Receba a seleção das melhores notícias:

Qual sua opinião? Deixe seu comentário