Arthur Neto é um “bosta”, diz Bolsonaro durante vídeo reunião com ministros

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Brasil I Na tarde desta sexta-feira (22), o ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, liberou o vídeo de uma reunião entre Bolsonaro e seus ministros do dia 22 de abril deste ano.

Publicidade

“Aproveitaram o vírus, tá um bosta de um prefeito lá de Manaus agora, abrindo covas coletivas. Um bosta!”, foi a declaração de Bolsonaro se referindo ao atual prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), durante reunião gravada do dia 22 de abril.

Já havia sido especulado de que o presidente teria chamado Arthur de “vagabundo”, no último dia 14 de maio, mas sem a liberação do vídeo, ainda não tinha não havia nada confirmado.

Bolsonaro ainda teria usado o mesmo termo que usou com Arthur Neto, para se referir aos governadores João Dória (SP) e Wilson Witzel (RJ), chamando os três de “bosta”. Ele diz que os governadores e o prefeito de Manaus, usaram a pandemia para “levar o terror ao Brasil”.

“Nós sabemos a ideologia dele (Arthur) e o que ele prega. E o que ele sempre foi. O que tá aproveitando agora, um clima desse, para levar o terror no Brasil, né ? Então pessoal, por favor, se preocupe com o que há mais importante, mais importante que a vida de cada um de vocês, que é a sua liberdade. Que homem preso não vale “porra” nenhuma”, afirma Bolsonaro.

Receba a seleção das melhores notícias