Homem é procurado suspeito de manter esposa e filhas em cárcere por 22 anos

Foto: Divulgação/Polícia Civil

PAÍS | Um homem, de 60 anos, é procurado pela polícia suspeito de manter a esposa e duas filhas em cárcere privado por cerca de 22 anos, em Valença (RJ). A família vivia em condições precárias em uma casa que fica em uma área rural de difícil acesso no distrito de Pentagna. As informações são da Polícia Civil. Segundo informações do G1.

A polícia foi até o local após uma denúncia de que o suspeito teria ameaçado vizinhos. No momento em que os agentes tentaram fazer a abordagem, o homem foi visto fugindo para uma área de mata e não foi mais localizado. 

Na residência, viviam três mulheres: a esposa e duas filhas do fugitivo, sendo uma aparentemente maior e a outra menor de idade — não há confirmação das idades porque as filhas não foram registradas e, por isso, não possuem documentos de identificação civil.

Segundo a polícia, as filhas do suspeito nunca frequentaram a escola e também eram desestimuladas a receber atendimentos de saúde do município.

A esposa contou ainda que a filha mais nova nasceu em casa porque o marido a impedia de fazer pré-natal e também a proibiu de ser assistida no momento do parto.

As três mulheres foram retiradas da situação de cárcere privado durante a ação, que foi feita por policiais civis das delegacias de Valença e de Rio das Flores, além de guardas municipais de Valença.

As vítimas juntaram pertences pessoais e foram levadas para a casa de parentes.

“Procuramos um abrigo, encontramos a família da esposa, que, inclusive, acreditava que ela já estava morta, pois ela não dava notícias durante toda a expedição do mandado do marido”, acrescentou o delegado.

Foto: Divulgação/Polícia Civil

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

PATROCINADO
Não precisa ir muito longe, certamente você conhece alguém que já teve problemas com bancos, não é mesmo?...

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE