Divulgado edital de apoio às bandas de Carnaval realizados em Manaus

WhatsApp-Image-2023-01-25-at-16.18.01
PATROCINADO
Os primeiros 50 clientes ganharão R$20 reais em dinheiro. Entrada e Estacionamento Gratuitos O Centro de Convenções Vasco...

Os organizadores de bandas e os blocos de Carnaval, interessados no apoio cultural da Secretaria da Cultura e Economia Criativa, têm até o dia 31 de janeiro para encaminhar as solicitações para o Portal da Cultura. Na aba “Editais”, o solicitante encontra a ficha de inscrição, a documentação necessária e as exigências legais para receber o apoio e suporte com atrações musicais nos eventos.

A portaria número 002/2023 da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), prevê o apoio a 130 bandas e blocos carnavalescos, realizados entre os dias 10 de fevereiro e 26 de março, na capital amazonense.

Cada proponente poderá inscrever apenas um evento. Entre os critérios de aprovação estão a apresentação de documentação completa prevista no edital; comprovação de interesse público e participação popular; realização de, pelo menos, três edições anteriores do bloco ou banda; apresentação de propostas e ações de redução de impactos sociais e ambientais, bem como garantia de direitos, como por exemplo campanhas de prevenção a doenças sexualmente transmissíveis, acessibilidade, de combate à violência contra crianças e adolescentes, ou de preservação ambiental.

Os eventos selecionados serão apoiados nas categorias: Pequeno Porte (até 1.000 pessoas), Médio Porte (entre 1.000 e 5.000 pessoas) e Grande Porte (acima de 5.000 pessoas).

As propostas serão analisadas por comissão técnica composta por servidores da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e a lista das bandas e blocos de rua, aprovados, será divulgada no dia 7 de fevereiro, no portal da cultura.

Foto: Divulgação

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

PATROCINADO
Agora, a saúde é levada a sério!A Prefeitura segue com seus cuidados à população. Mais uma unidade de...

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE