Governo leva atendimento social e apoio logístico em área de desabamento na BR-319

WhatsApp Image 2022-09-29 at 20.45.15

MANAUS-AM | Enquanto o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), responsável pela fiscalização, manutenção e trafegabilidade da BR-319, planeja a construção de uma ponte temporária no local onde houve o desabamento da ponte de concreto do rio Curuçá, o Comitê de Respostas Rápidas montado pelo Governo do Amazonas para atuar na área do acidente definiu, na tarde desta quinta-feira (29), a montagem da estrutura que será utilizada para prestar assistência no local às famílias das vítimas do acidente. A montagem começa ainda na noite desta quinta-feira e seguirá pela madrugada.

Tendas, banheiros químicos, água e alimentação serão disponibilizados pelo Governo Estadual aos familiares que forem ao local buscar informações. Durante toda a quinta-feira, familiares de vítimas que estiveram no local receberam atendimento da equipe da Secretaria de Estado de Assistência Social (SEAS), que também acompanhou a situação dos pacientes internados nos hospitais de Manaus e Careiro. No local, uma equipe com 15 profissionais, entre psicólogos e assistentes sociais, passará a atuar 24 horas, auxiliando famílias que procurarem informações sobre desaparecidos.

“A Seas se faz presente aqui identificando quem perdeu um parentes ou estão em busca de informações. Além de dar apoio no caso de alguma necessidade que eles venham a ter, a gente se coloca sempre a disposição para esse suporte pegando o contato e mantendo eles informados”, explicou a psicóloga do Departamento de Proteção Especial e Social da Seas, Joice Lopes.

A estrutura que será montada contará com um acampamento com 20 banheiros químicos e barracas. O secretário de Segurança Pública, general Carlos Alberto Mansur, coordenador do comitê, explicou como vai funcionar o fluxo no local. “O objetivo desse acampamento é a presença dos órgãos no local. Nossa primeira preocupação foi com as vítimas e estamos trabalhando do nascer do sol ao por do sol, com Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e assistência social”, disse.

Resgate

Em paralelo aos trabalhos da Seas e Defesa Civil do Amazonas, o Corpo de Bombeiros segue com as buscas para localizar outros desaparecidos. Até o momento, quatro vítimas foram identificadas. Por volta das 15h, o corpo de uma jovem de 25 anos foi localizado após o trabalho de mergulho, totalizando até o momento quatro vítimas, sendo dois homens e duas mulheres.

Os bombeiros encerraram as buscas hoje e retomam os trabalhos as 6h de sexta-feira (30). Oito mergulhadores têm realizado a varredura da área durante todo o dia.

Três veículos que estavam submersos no rio Curuçá também foram içados, e um um caminhão baú começou a ser removido. Uma embarcação também foi retirada do local. Duas escavadeiras do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e embarcações do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar dão apoio nas buscas.

Pela área de difícil acesso e gravidade da ocorrência, o local foi isolado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

“A Polícia Rodoviária e Federal está fazendo o balizamento e o controle, nós já estamos com a embarcação da Defesa Civil fazendo o transporte das pessoas que precisam atravessar o rio em segurança numa embarcação grande, evitando assim que se submetam a uma embarcação insegura”, disse o comandante geral do Corpo de Bombeiros, Orleilso Muniz, durante reunião do Comitê de Crises nesta quinta.

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

PATROCINADO
Não precisa ir muito longe, certamente você conhece alguém que já teve problemas com bancos, não é mesmo?...

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE