Tragédia: criança de 6 anos morre carbonizada em incêndio na casa dos pais; irmão de 9 ficou ferido e foi hospitalizado

WhatsApp Image 2020-06-12 at 11.38.08
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus-AM | Uma criança de 6 anos, identificada como Alessandro Henrique Barbosa da Silva, morreu carbonizada durante incêndio que atingiu uma residência  no beco Boa Sorte, bairro São José 2 zona Leste da Cidade durante a manhã desta sexta-feira (12).

Publicidade

Segundo informações repassadas pelo Sargento Davi Façanha da 9° Companhia Interativa comunitária (Cicom), o incêndio começou por voltas das 10h da manhã, e pode ter sido ocasionado por curto circuito na fiação elétrica da casa.

No momento do incêndio o menino estava na companhia dos irmãos Alejandro Barbosa da Silva, de 9 anos, e Leandra Barbosa da Silva, de 3 anos, trancados dentro de casa após a mãe sair para fazer entregas de produtos de limpeza com que ela trabalha.

O fogo se espalhou rapidamente pelo colchão consumindo toda a estrutura de madeira. Moradores ouviram gritarias vindo do local e logo avistaram o fumaceiro, eles correram até a casa onde o portão estava trancado com correntes e cadeados, o que dificultou o acesso imediato na parte interna da casa.

Após quebrar o cadeado, Alejandro e Leandra que estavam na parte da frente da casa foram resgatados, mas Alessandro que estava caído na cozinha já havia sido carbonizado. Alejandro com ferimentos pelo corpo foi encaminhado para o Hospital e Pronto Socorro da Criança (Joãozinho), e a menor que não sofreu nenhum ferimento ficou sob os cuidados de uma vizinha.

O Corpo de Bombeiros Militar Amazonas (CBMAM) foi acionado, mas quando chegaram ao local as chamas ja haviam sido controladas pelos moradores. O pai das crianças chegou por voltas das 11h no local, após ser informado do ocorrido no trabalho. Ele relatou que estava destruído por dentro, mas tentava se controlar para dar apoio a esposa, que seguia no Joãozinho com o filho mais velho.

A Defesa Civil do Município esteve presente na casa da família, para prestar ajuda nesse primeiro momento com o auxílio moradia, devido a casa ter sido 100% consumida pelas chamas.

Após os procedimentos da perícia o corpo do menino foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias