Vítima de naufrágio se despediu da família por mensagem

WhatsApp-Image-2022-09-10-at-19.16.09
PATROCINADO
Conhecido como “O Gigante do Norte” o Bazar da Rayana em clima de Natal, acontecerá neste sábado (03)...

PAÍS| A tragédia ocorrida na baía do Marajó, na manhã da última quinta-feira (8), abalou milhares de paraenses pela dimensão do ocorrido, que, até o momento, deixou 19 vítimas fatais do naufrágio da lancha Dona Lourdes II, nas proximidades da ilha de Cotijuba, em Belém. As informações são do Dol.

A imensa força-tarefa montada para atuar na busca e resgate de possíveis outras vítimas e desaparecidos segue trabalhando incessantemente neste sábado (10), terceiro dia após o ocorrido.

Entre a noite de sexta (9) e a manhã de sábado, mais um corpo foi localizado nas águas. Trata-se de Ananda Luiza Barreto da Silva, de 18 anos, que viajava com o pai, José Luís Rodrigues da Silva, de 63 anos. O homem segue desaparecido.

Porém, chama a atenção neste caso que, instantes após a lancha apresentar falhas mecânicas, a jovem enviou mensagens a familiares relatando o ocorrido. Na conversa, ela afirma sentir medo, pois a embarcação parou no meio da baía de Marajó e fortes rajadas de vento atingiam o barco. “Eu não quero me desesperar, mas não estou conseguindo”, declarou.

Em seguida, após um familiar responder que ela deveria se manter calma, pois poderia ser apenas um pequeno problema, o qual seria logo resolvido, Ananda comentou: “Não é. Está horrível aqui. Tá afundando”.

A pessoa que conversa com a jovem não acredita, ao que ela responde: “É sério. Te amo”.

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

PATROCINADO
A capital amazonense é conhecida nacionalmente pela beleza e imensidão da floresta amazônica, por sua zona franca, pelo...

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE