O fim de semana prolongado vai estar repleto de opções culturais, confira a lista


Manaus | Com o feriado da Proclamação da República (15/11), o fim de semana começa mais cedo, com diversas opções para curtir a partir desta quinta-feira (14/11), véspera de feriado. Nos espaços administrados pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa tem programação para todos os públicos: espetáculo teatrais, concertos, shows, mostra de curtas-metragens; além da primeira edição do Festival Cultura Urbana que será realizada em três zonas de Manaus. Confira e aproveite!

14/11 (quinta-feira)

Anúncios

17h – Na Casa das Artes (rua José Clemente, 564, Centro, zona sul – No entorno do Largo de São Sebastião), antecipando as comemorações pelo Dia da Consciência Negra, haverá exibição do filme “Maracatu Nação” e a roda de conversa “Aquilombamento, reflexões sobre resistência dentro da cultura popular”. A programação faz parte do evento “Maracatu Nação e Cultura Popular. Ritmo, Raiz e Ancestralidade”, promovido pelo Grupo Cultural Maracatu Pedra Encantada, que visa à reflexão e ao diálogo sobre a cultura afrodescendente. Entrada gratuita.

19h – No Teatro Gebes Medeiros (avenida Eduardo Ribeiro, 937, Centro, zona sul – antigo Ideal Clube), a Cia. Trilhares apresentará “Diário das Marias”, espetáculo contemplado no Edital Amazonas Cênico 2019, e que apresenta situações vivenciadas por meninas/mulheres nas diferentes fases da vida e que pesam a forma de como são inseridas no mundo. Entrada gratuita e classificação indicativa para 14 anos.

19h – No Teatro da Instalação (rua Frei José dos Inocentes, s/nº, Centro, zona sul), o Grupo Experimental de Teatro do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro encena “Nós, Medeia”, releitura de uma das mais conhecidas histórias da mitologia grega, feita pelo escritor amazonense Zemaria Pinto. A peça mostra Medeia em três tempos na história: no campo mítico, no período medieval e em uma fase contemporânea. Entrada gratuita e classificação indicativa para 16 anos. O espetáculo também será apresentado no sábado (16/11), às 20h, na sede da Companhia Trilhares, também com entrada gratuita.

20h – Já no Teatro Amazonas (Largo de São Sebastião, 659, Centro, zona sul), pela Série Guaraná XVI, a Amazonas Filarmônica fará o concerto “Schubert 3 / Bruckner 4”. Sob regência de Luiz Fernando Malheiro, a orquestra executará a Sinfonia n.3 em ré maior, D.200, de Franz Schubert; e a Sinfonia n.4 em mi bemol maior “Romântica”, de Anton Bruckner. Entrada gratuita e classificação indicativa para 10 anos. Antes do concerto, às 19h, haverá mais uma edição do “Conversa com os Artistas”. Desta vez, o maestro Luiz Fernando Malheiro comandará, na plateia, o bate-papo sobre as obras que serão apresentadas em “Schubert 3 / Bruckner 4”.

15/11 (sexta-feira)

17h – Abertura do Festival Cultura Urbana na Pista de Skate – Parque São José (rua I, 236, São José – ao lado do Uai Shopping), na zona leste. O evento contará com pocket shows, intervenções de grafite, batalhas de Break, MCs e All Style, e apresentações do DJ Carapanã e do grupo Manauaras em Extinção. Acesso gratuito.

19h – Alunos da turma de Iniciação e Laboratório Teatral do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro apresentarão “Farinha do Mesmo Saco”, no Largo de São Sebastião. Trata-se de uma performance que aborda as diversas visões de personagens cotidianos sobre a paz. A apresentação faz parte da “Nortes da Resistência: Lugares e Contextos da Arte Educação no Brasil”, noite cultural do XXIX Congresso Nacional da Federação de Arte/Educadores do Brasil. Acesso gratuito.

19h – O Centro Cultural Usina Chaminé (avenida Manaus Moderna, s/nº, Centro, zona sul) receberá o “Pirarucurta – Festival Audiovisual Universitário”. Promovido pelo Curso de Comunicação Social da Faculdade Martha Falcão | Wyden, o “Piracucurta” tem como objetivo dar visibilidade a vídeos e filmes de curtas-metragens produzidos por universitários das áreas de Cinema, Jornalismo, Publicidade e Design. O festival contará com a Mostra competitiva de produção audiovisual em curtas nas categorias ficção, não-ficção, animação e produções publicitárias; e também Mostra não competitiva. A programação continua no sábado (16/11), a partir das 19h, com bate-papo sobre o cenário do mercado audiovisual no Amazonas comandado por profissionais da área, premiação e pocket show. Inscrições gratuitas até 14/11 no https://www.even3.com.br/pirarucurta/.

20h – As atrizes Danielle Winits e Christine Fernandes fazem a estreia nacional de “Parabéns, Senhor Presidente” no Teatro Amazonas (Largo de São Sebastião, 659, Centro, zona sul). O espetáculo dirigido por Fernando Philbert, transporta a plateia para o ano de 1962, a partir do encontro de Marilyn Monroe e Maria Callas, após a cena clássica de Marilyn cantando “Happy Birthday, Mr. President” para John Kennedy. Escrito por Fernando Duarte e Rita Elmôr, o texto organiza um diálogo que expõe, ao mesmo tempo, as distâncias e as proximidades entre as duas, ressaltando a beleza do universo feminino em sua complexidade. O espetáculo será reapresentado no sábado (16/11), no mesmo horário. Ingressos à venda no www.bilheteriadigital.com, a R$ 80 (plateia e frisas, segundo lote) e R$ 50 (1º, 2º e 3º pavimentos). Classificação indicativa: 14 anos.

16/11 (sábado)

17h – O ator Nivaldo Mota apresentará “Clawstrofobia”, no Parque Senador Jefferson Péres (avenida Lourenço da Silva Braga, 1.507, Centro, zona sul). O espetáculo, contemplado no Edital Amazonas Cênico 2019, reúne histórias contadas pelo palhaço Dhorminhoko. A peça inicia com Nivaldo finalizando a maquiagem e, em seguida, terminando de vestir o figurino. O show tem uma hora de duração, com piadas, brincadeiras, recreação, pegadinhas e mágica. Acesso gratuito.

17h – O Festival Cultura Urbana estará na zona norte, na Praça de Alimentação da Cidade Nova (avenida Atroaris, 1.236, Cidade Nova, zona norte), com pocket shows, intervenções de grafite, batalhas de Break, MCs e All Style, e apresentações do DJ Carapanã e do rapper Victor Xamã. Acesso gratuito.

17h – No Parque Rio Negro (rua Beira Mar, 121, São Raimundo, zona oeste), o Centro de Tradição Gaúcha Rancho Manauara apresentará “No Continente Rio-Grandense, Estancieiros e Tropeiros”. Contemplado no Edital Amazonas Cênico 2019, o show reúne momentos marcantes do Continente Rio-Grandense no século XVII e início do século XVIII, ainda no processo de estruturação e colonização; e exalta duas classes sociais fundamentais para a formação do Rio Grande do Sul: os Estancieiros “Barões” e os Tropeiros “Peões”. Acesso gratuito.

18h – No Teatro Gebes Medeiros, Francisco Rider fará a performance “Ensaio de Parecenças”. Contemplado no Edital Amazonas Cênico 2019, apresenta o performer ensaiando repetidamente – em fluxos de movimentos, gestos, poses e falas – possibilidades de parecenças com ícones da música pop internacional, da moda e da arte: Monalisa, Rihanna, Beyoncé, Madonna, Lady Gaga, Elton John, Gisele Bündchen, Justin Timberlake e Britney Spears. A intenção é provocar a reflexão: o mundo contemporâneo está envolto em aparências e simulacros, onde o padrão de beleza, de comportamento e de ser e estar no mundo é o das divas pops/ selfies, o midiático e o da indústria cultural, portanto, onde está a essência do ser? Entrada gratuita e classificação indicativa para 14 anos.

18h – O Cine Teatro Guarany (Vila Ninita, anexo do Centro Cultural Palácio Rio Negro, avenida Sete de Setembro, 1.546, Centro, zona sul) recebe mais uma edição do Cineclube de Arte da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, com a Mostra de Mulheres Cineastas do Amazonas. Serão exibidos: “Sandrine” (Elen Linth); “Strip Solidão” (Flavia Abtibol); “Sem Nome/ Sem (Cem) Mortos” (Keila Serruya); “Mormaço Sonoro – Punga Baré” (Keila Serruya); “Rota da Ilusão” (Dheik Praia); “Os Anseios das Cunhãs” (Regina Melo); “Eçoi” (Izis Negreiros); “Doida é a Mãe” (Elisa Bessa) e “Lixo Que Alimenta” (Saleyna Borges). A classificação indicativa é para 14 anos e a entrada, gratuita.

19h – Contemplado no Edital Amazonas Cênico 2019, o espetáculo “Ratamia” será apresentado no Teatro da Instalação. Conta a história de uma ratinha que tem o desejo de logo crescer e ter a liberdade de sair correndo em direção aos porões do parque de diversão, sem ter que se preocupar em estudar e fazer as tarefas da escola. Sua mãe, “Ratilda”, vendo o desinteresse da filha, contrata uma professora, “RataProfa”, para dar aulas de reforço em casa. No primeiro dia de aula, “Ratamia” planeja fugir para passar o dia no parque, vivendo uma perigosa aventura, muitas surpresas e um grande aprendizado. Classificação livre e entrada gratuita.

17/11 (domingo)

11h – Pela Série Guaraná XVI, a Orquestra de Câmara do Amazonas, sob regência do maestro Marcelo de Jesus, apresentará o “Concerto Didático”, no Salão Nobre do Centro Cultural Palácio Rio Negro (avenida Sete de Setembro, 1546, Centro, zona sul). No repertório estão “Eine Kleine” (Wolfgang Amadeus Mozart), “Ponteio” (Cláudio Santoro), “Bachianas Brasileiras nº 4 –Prelúdio” (Villa Lobos), “Mourão” (Guerra-Peixe) e “Cinco Miniaturas Brasileiras” (Villani-Cortês). Os concertos didáticos têm como objetivo aproximar mais o público das orquestras, um formato mais descontraído e espaço para interatividade com o público. Classificação livre e entrada gratuita.

17h – O último dia do Festival Cultura Urbana será no Prosamim Mestre Chico (Prosamim Mestre Chico, 165, Centro, zona sul), com pocket shows, intervenções de grafite, batalhas de Break, MCs e All Style; e apresentações do DJ Carapanã e do grupo Coletivo 333. Acesso gratuito.

17h – No Parque Rio Negro, será apresentado o espetáculo “Palhaço de La Mancha”, contemplado no Edital Amazonas Cênico 2019, e que conta a história de uma trupe de palhaços que vivia em uma cidade na Amazônia. Pãobolo, Caco, Numadi e Mosquita, de tanto ler os livros de um tal Miguel de Cervantes, se esqueceram de suas atividades cotidianas e perderam o juízo. Foi quando veio a tormenta de suas famílias, e eles saíram por aí como artistas de rua contando a história de um tal palhaço de La Mancha. Acesso gratuito.

18h – Já “Algodão Doce”, mais um espetáculo contemplado no Edital Amazonas Cênico 2019, será apresentado no Teatro da Instalação. A peça mostra que num tempo não muito distante, em que os animais ainda se comunicavam com os humanos, num lugar perdido no meio da floresta, existiu a cidade dos Molambos, que foi abandonada, esquecida pelo vento desde que seus moradores e autoridades começaram a destruir a floresta. Classificação livre e entrada gratuita.

18h – Já no Cineteatro Guarany (avenida Sete de Setembro, 1546, Centro – Vila Ninita, anexo ao Centro Cultura Palácio Rio Negro) acontecerá a apresentação de “Efêmera”, espetáculo que mergulha numa pequena parte do universo LGBT, que é um reflexo da realidade da vida de travestis, transgêneros e gays, lembrados pelo gliter e muito glamour, mas que ainda têm a vida marcada por preconceitos, segregação e tragédias. A peça foi contemplada no Edital Amazonas Cênico 2019. Entrada gratuita e classificação indicativa para 16 anos.

19h – Fechando a programação do fim de semana, acontecerá a segunda apresentação do projeto “Domingo Autoral”, com Nícolas Júnior recebendo Adriano Arcanjo como convidado. Acompanhado com banda completa, Nícolas levará um repertório cheio de sucessos como “Geisislaine”, “Rubenilson”, “Feira da Panaí”, “O cego”, “Anna ó” e “O Amazonês”, além de canções do DVD “A História e a Geografia do Amazonas em cantoria”. Artista convidado da noite, Arcanjo apresentará suas composições como a valsa/flamenca “Tempestade” e o samba “Futebol, Carne e Samba”

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Receba a seleção das melhores notícias

Você também pode gostar:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram