Axl Rose, vocalista do Guns N’ Roses, é acusado de agressão sexual

acl231606361292_1024-e1700679365847
PATROCINADO
Ao longo de toda a história do Site Imediato Online, a comunidade sempre esteve presente, sendo a principal...

MUNDO | O cantor Axl Rose, vocalista do grupo Guns N’ Roses, foi acusado de agressão sexual contra uma mulher em 1989. Documento judicial divulgado pela AFP nesta quarta-feira (22/11) aponta que Sheila Kennedy, suposta vítima do artista, “não consentiu e se sentiu dominada”.

A suposta agressão teria acontecido em um quarto de hotel em Nova York, nos Estados Unidos. Axl teria conhecido a atriz e modelo em uma boate.

Ainda no documento, a suposta vítima acusa o roqueiro de tê-la forçado a fazer sexo anal. Advogados dizem que a modelo “acreditava que Rose iria atacá-la fisicamente, ou pior, se ela dissesse ‘não’ ou tentasse afastá-lo. Ela entendeu que a coisa mais segura a fazer era deitar na cama e esperar que Rose terminasse de agredi-la”.

“[Isso] teve impactos emocionais, físicos, psicológicos e financeiros ao longo da vida de Kennedy”, completa o texto.

Sheila pede indenização por danos e sequelas que sofreu, e alega que Axl estava sob efeito de drogas no momento da suposta agressão. Ela diz que o famoso “a tratou como propriedade usada para seu próprio prazer sexual”.

“Rose usou sua fama, status e poder como uma celebridade e artista na indústria musical para poder manipular, controlar e agredir violentamente Kennedy”, cita o documento.

O processo corre na Suprema Corte de Nova York. Axl Rose deve enfrentar um julgamento com júri.

Foto: Divulgação / Axl Rose

*Com informações do Metrópoles

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

PATROCINADO
Dia após dia, os internautas de todo o país estão em busca de notícias policiais, e o programa...

Últimas atualizações sobre benefícios

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE