Aumento de IPI para o setor de concentrados de refrigerante na ZFM será temporário, diz Bolsonaro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus – AM – O aumento na alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para o setor de concentrados de refrigerantes na Zona Franca de Manaus (ZFM) deve passar de 10% para 8%, mas será temporário.

Publicidade

O presidente Jair Bolsonaro foi questionado sobre o assunto em coletiva de imprenssa nessa quarta-feira (15) e explicou sobre a medida que será efetivada por meio de um novo decreto. 

“Houve um mal-entendido no ano passado, já conversei com o (ministro) Paulo Guedes, a gente vai passar, se não me engano, de 10% para 8% agora, até chegar a 4%, em dois ou três anos”, explicou.

Nessa quarta-feira, o deputado federal Silas Câmara (Republicanos/AM) esteve com o presidente da República Jair Bolsonaro para tratar da manutenção do modelo ZFM e a redução dos impostos sobre os produtos industrializados do setor de produção de refrigerantes da ZFM. O encontro aconteceu pela manhã no Palácio do Planalto em Brasília (DF).  

Em conversa com o parlamentar, Bolsonaro garantiu que fará de tudo para que o modelo seja mantido, garantindo a soberania da Amazônia. 

O presidente também disse que a redução do IPI para as fábricas de concentrados chegará a um entendimento comum entre governo e fabricantes.

Veja vídeo da conversa com os jornalistas: 

  • Redação e com informações do UOL (Economia)/REUTERS.

AUXÍLIO EMERGENCIAL

Acompanhe a Covid-19 no Amazonas

Receba a seleção das melhores notícias

BABADO FORTE