Trabalhadores falecidos: herdeiros podem realizar o saque. Saiba mais!

Foto: Reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus – AM | Os trabalhadores, desde o dia 1º de outubro, podem optar pela adesão ou saque – aniversário. Acontece que é uma nova forma de saque das contas ativas e inativas do Fundo de Garantia de Serviço (FGTS), onde será possível retirar, anualmente, no mês do aniversario do trabalhador, uma parte do valor total disponível em conta, mais uma parcela adicional.

Publicidade

Mas, se por ventura, se o beneficiário for falecido, os herdeiros têm direito a receber o valor total do Fundo de Garantia do trabalhador. Para isso, é necessário que, junto aos dados do mesmo na Previdência Social ou qualquer outro órgão pagador de pensão, estejam inscritas as informações sobre seus dependentes.

Para ter direito ao saque não é necessário haver inventário, desde que as contas vinculadas ao FGTS não tenham sido registradas no processo. Todavia, se este for o caso, os herdeiros deverão comprovar que são mencionados na Escritura Pública de Inventário, devidamente registrada pelo Tabelião de Notas.

Para saber o saldo disponível nas contas vinculadas ao FGTS do trabalhador falecido, os herdeiros devem fazer o cadastro no site da Caixa Econômica Federal, caso este não o possua. Nesta situação, é necessário apresentar o Número de Identificação Social (NIS) ou número do PIS/Pasep, CPF e demais dados pessoais do titular da conta. Estas informações também podem ser obtidas nas agências Caixa, apresentando a documentação exigida.

Documentos necessários

Os documentos necessários para sacar o FGTS de trabalhadores falecidos são:

  • Documento de identidade do sacador;
  • Número de inscrição no PIS/Pasep do trabalhador ou inscrição de contribuinte individual do INSS;
  • Carteira de trabalho do trabalhador ou outro documento para comprovação de vínculo empregatício;
  • Declaração de dependentes habilitados ao recebimento de pensão emitida por órgão de Previdência Social ou alvará judicial com o registro dos dependentes do trabalhador ou Escritura Pública de Inventário;
  • Certidão de nascimento ou documento de identidade e CPF dos dependentes menores de idade (neste caso, será aberta uma conta poupança em nome dos herdeiros).

Leia mais

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias