Após Vini Jr. ser chamado de ‘macaco’ em estádio, presidente da ‘La Liga’ dispara crítica contra jogador

Vini Jr
PATROCINADO
A ENEVA, em um esforço contínuo para fomentar a educação e o crescimento econômico no Amazonas, lidera uma...

FUTEBOL | Durante a partida deste domingo (21) entre Real Madrid e Valência, o craque brasileiro do Real, Vinicius Jr., voltou a sofrer mais um episódio de racismo feito pelos torcedores do time adversário. Aos 27 do segundo, tempo Vini pediu para que o árbitro parasse a partida após iniciar uma discussão com os torcedores adversário porque havia sofrido racismo

Durante a longa pausa que o jogo teve, os torcedores do Valência começaram a entonar cânticos com a palavra ‘macaco’, incluindo outros tipos de xingamentos. O sistema de som do estádio anunciou que os torcedores deveriam parar os xingamentos, caso contrário a partida não seria continuada.

Em suas redes sociais, Vinicius Jr. falou sobre como a Federação ‘La Liga’ trata esses episódios de racismo de forma normal, não se manifestam sobre o assunto. “O racismo é o normal na La Liga”, disse o jogador em suas redes sociais.

Confira:

Resposta do presidente da La Liga

Em suas redes sociais o presidente da La Liga, Javier Tebas, respondeu ao pronunciamento de Vinícius Júnior alegando que o jogador não compareceu às reuniões marcadas para falar sobre racismo e soluções na La Liga.

Confira a resposta:

‘Já que aqueles que deveriam não te explicam o que é que LaLiga pode fazer nos casos de racismo, nós tentamos te explicar, mas você não se apresentou em nenhuma das datas combinadas que você mesmo solicitou. Antes de criticar e insultar LaLiga, é necessário se informar adequadamente. Não se deixe manipular e tenha certeza de entender bem as competências de cada um e o trabalho que estamos fazendo juntos’ – disparou Tebas

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

PATROCINADO
Candidatos para cursos técnicos em Silves devem se inscrever a partir desta sexta-feira, dia 5 de abril. São...

Últimas atualizações sobre benefícios

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE