Atleta apoiada pelo Governo do Estado é destaque no Mundial de Combate Games
Foto: Sejel

Atleta apoiada pelo Governo do Estado é destaque no Mundial de Combate Games

Manaus-AM| A atleta amazonense da Luta Olímpica, Rosalinda Monalisa, de 13 anos, foi a porta-bandeira do Brasil, à frente da delegação brasileira, na abertura do Mundial de Combates Games. A cerimônia de abertura foi nesta terça-feira (18/06), e a competição vai até quinta-feira (20/06), na cidade de Budapeste, Hungria. O evento é organizado pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF) e reúne jovens de várias nacionalidades, de 13 a 17 anos, para competir nas modalidades: judô, taekwondo, karatê e luta olímpica. 


A indicação da amazonense também representa o bom momento que vive a modalidade no estado do Amazonas, como explica o secretário Caio André de Oliveira, da Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel). “A luta olímpica do Amazonas já conquistou seu espaço no cenário nacional. As várias conquistas dos nossos atletas comprovam isso. Nossa missão agora é fortalecer e expandir essa prática”, disse o secretário. 

Rosalinda, natural de Atalaia do Norte – distante 1.136 quilômetros de Manaus – já na estreia em competições internacionais, desfilando com a bandeira do Brasil. “Já na minha primeira competição internacional tive essa enorme responsabilidade. Estou muito feliz e orgulhosa de ter representado o Amazonas e o meu país”, comentou a atleta.


A ida da atleta, que disputará na categoria 58kg na luta olímpica, à competição foi marcada com um desafio digno de medalha, pois precisou ir de lancha de Atalaia do Norte até o aeroporto de Tabatinga, em seguida, mais duas horas de voo para Manaus e finalizou com aproximadamente 17 horas de voo até Budapeste.


Mesmo com pouca idade, Rosalinda – que cursa o oitavo ano do ensino fundamental na Escola Estadual Pio Vega em Atalaia do Norte – já desponta como umas das promessas da luta olímpica do Amazonas. Ela começou a treinar por meio do projeto social “Bom de Luta”, promovido pela Federação Amazonense de Luta-Livre Esportiva e Luta Olímpica (Falle), que incentiva a prática esportiva, a fim de contribuir no desempenho escolar e no crescimento psicossocial dos participantes no município. E, hoje, é integrante do Centro de Treinamento de Alto Rendimento do Amazonas (Ctara), administrado pela Sejel.


“O futuro de Monalisa será promissor, é uma jovem com enorme talento. Vê-la participando de uma competição internacional, pra mim, é a realização de um sonho. O objetivo do projeto sempre foi impactar positivamente na vida desses jovens de Atalaia do Norte. Graças à Deus e muito trabalho, estamos colhendo resultados excelentes”, explicou Waldeci Silva, presidente da Falle. 


Em 2016, Atalaia foi o primeiro município do Amazonas a receber o projeto. Em parceria com a Prefeitura do município, atualmente mais de 100 jovens matriculados praticam a modalidade de luta olímpica nos contra-turnos das aulas escolares.

Leia mais

Deixe uma resposta