VÍDEO: Quatro baleados são internados após briga de organizadas de Cruzeiro e Palmeiras

palmeiras-e-cruzeiro-28092022154542686
PATROCINADO
Conhecido como “O Gigante do Norte” o Bazar da Rayana em clima de Natal, acontecerá neste sábado (03)...

ESPORTE | Pelo menos quatro pessoas foram baleadas durante o confronto entre torcedores do Cruzeiro e do Palmeiras, na manhã desta quarta-feira (28), na BR-381. Ao menos 14 pessoas foram levadas para hospitais da região. A briga aconteceu no km 592, altura do município de Carmópolis de Minas, cidade a 125 km de Belo Horizonte.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, os quatro baleados foram socorridos e levados para hospitais. De acordo com as unidades médicas da região, ao todo, 14 pessoas foram atendidas com ferimentos nos hospitais São Judas Tadeu, em Oliveira, e Santa Casa de Misericórdia de Carmópolis de Minas. Desses, três foram transferidos para outras unidades em Divinópolis e Betim. Os outros 11 já tiveram alta.

A rodovia chegou a ser interditada por causa da confusão, e os motoristas enfrentaram um congestionamento de cerca de 3,5 quilômetros. De acordo com a Arteris, as vias foram liberadas por volta das 12h.

Até o momento, a dinâmica do confronto não foi esclarecida pelos órgãos oficiais. “Equipes da PRF com o apoio da PMMG atuam na ocorrência, que ainda está em andamento, e maiores informações serão repassadas no decorrer da tarde”, informou a PRF.

Confronto entre organizadas

Os dois times não vão se enfrentar em campo nesta quarta-feira, mas as torcidas organizadas de cada clube se cruzaram na estrada quando viajavam para acompanhar os times.

Integrantes da Mancha Verde vinham para Belo Horizonte, onde o Palmeiras enfrenta, às 21h45, o Atlético-MG. Já os membros da Máfia Azul iam para Campinas, em São Paulo, cidade em que o Cruzeiro joga com a Ponte Preta, às 19h.

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram torcedores dos dois times correndo na rodovia com pedaços de pau. Em uma das imagens, um representante da Mancha Verde, torcida organizada do Palmeiras, aparece sem as roupas, desacordado e com ferimentos no rosto.

Outro registro mostra uma vítima caída no acostamento, apenas de cueca, cercada por homens com uniforme da Máfia Azul, a maior torcida organizada do Cruzeiro. Em várias imagens, é possível ver torcedores feridos gravemente, com partes do corpo sangrando.

Posicionamento das torcidas

Por meio de nota, a Máfia Azul disse que agiu em legítima defesa depois de ser atacada pelos torcedores paulistas. “No decorrer da viagem, fomos surpreendidos por torcedores do Palmeiras na estrada em uma emboscada, onde portavam até arma de fogo, que acabou ferindo ocupantes da nossa caravana”, disse no comunicado.

A Mancha Verde ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso. Paulo Serdan, ex-presidente da organizada do Palmeiras, minimizou o confronto e disse que os acontecimentos fazem “parte da guerra”.

“Faz parte da guerra, certo? Faz parte da guerra. Faz parte da guerra bater, faz parte da guerra apanhar também. Faz parte da guerra ganhar e faz parte da guerra perder também. Uma hora você perde, certo? Eu já corri, Moacir correu, Cléo correu, nós já batemos, nós já apanhamos, a Mancha já bateu e a Mancha vai apanhar”, afirmou em um vídeo.

Foto: Reprodução / Rede Social

VÍDEO:

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

PATROCINADO
A capital amazonense é conhecida nacionalmente pela beleza e imensidão da floresta amazônica, por sua zona franca, pelo...

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE