Governo do Amazonas prorroga restrição a comércio e serviços não essenciais até o fim de maio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus-AM I Em virtude da necessidade de dar continuidade às medidas para evitar a circulação e a aglomeração de pessoas, como forma de prevenir a disseminação do novo coronavírus, causador da Covid-19, o Governo do Amazonas prorrogou, até o dia 31 de maio, a suspensão do funcionamento de estabelecimentos comerciais e serviços não essenciais e de recreação e lazer, bem como dos serviços de transporte intermunicipal e interestadual terrestre de pessoas. O anuncio foi feito pelo governador Wilson Lima em coletiva online na noite desta terça-feira (12).

Publicidade

Essa é uma nova prorrogação.

No dia 30 de abril, o governo do estado anunciou a prorrogação de medidas restritivas até 13 de maio e apresentou um plano para retomada gradual das atividades econômicas em Manaus e região metropolitana, condicionada à análise da curva de casos do novo coronavírus (Covid-19). Foi estabelecido um prazo que, a partir do dia 14, essas atividades retomariam gradualmente, o que não irá mais acontecer a partir do dia 14 deste mês.

Agora também fica determinado, no âmbito do estado do Amazonas o uso obrigatório de máscaras de proteção facial, preferencialmente de uso não profissional, nos espaços de acesso aberto ao público, incluídos os bens de uso comum da população.

AUXÍLIO EMERGENCIAL

Acompanhe a Covid-19 no Amazonas

Receba a seleção das melhores notícias

BABADO FORTE