Operação de fiscalização fecha sete bares por irregularidades em Manaus

Captura de Tela 2020-07-26 às 14.44.33
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus – AM | Sete estabelecimentos foram fechados e quatro autuados entre a noite de ontem (sábado) e a madrugada de hoje (26/07), durante ação da Central Integrada de Fiscalização (CIF), que reúne órgãos estaduais e municipais. Os estabelecimentos estavam com irregularidades, incluindo o desrespeito ao decreto governamental que trata de medidas de prevenção ao novo coronavírus e de retomada da economia.

Publicidade

Operação

O secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, acompanhou a ação de fiscalização em diferentes bairros da capital amazonense. “Estamos vendo que muitos proprietários estão cumprindo com as recomendações, o que é muito satisfatório pra nós. Mas aqueles que não estão se enquadrando, estão tendo seus estabelecimentos fechados”, afirmou.

Responsável pelo Comando de Policiamento Metropolitano (CPM), o coronel Flávio Diniz explicou que o objetivo é garantir que o cidadão tenha uma diversão saudável. “Estamos auxiliando, com base no que determinam os órgãos de saúde, no cumprimento do decreto do governador (Wilson Lima) nesse tempo de pandemia, fazendo com que os restaurantes e bares possam respeitar as normas de segurança”, disse.

Ainda conforme o comandante do CPM, as irregularidades mais comuns têm sido o desrespeito quanto ao horário de funcionamento e ao distanciamento entre as mesas. Conforme o decreto estadual, bares podem funcionar até a meia-noite, na modalidade restaurante, e devem obedecer a restrições como o distanciamento entre artistas durante apresentações ao vivo.

Captura de Tela 2020 07 26 às 14.43.55
Operação de fiscalização fecha sete bares na capital

Nesta noite e madrugada, quatro estabelecimentos foram fechados por passar do horário permitido. Outros não estavam mantendo o distanciamento entre clientes ou mesmo sem a autorização legal para reabertura após interdição anterior.

Participaram da fiscalização servidores da SSP-AM, Polícia Militar do Amazonas (PMAM), Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), Defesa Civil, Ouvidoria, entre outros órgãos estaduais e municipais.

Operação 

Além da ação de fiscalização, o secretário de Segurança participou, nesta madrugada, de uma operação de repressão ao tráfico de entorpecentes. “O objetivo é baixar cada vez mais os índices de criminalidade para que a população possa circular em paz por toda a cidade”, afirmou.

APOIE O IMEDIATO

Clique aqui

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias