Ataque em escola do Texas mata ao menos 14 crianças

Foto: Reprodução/Redes Sociais
PATROCINADO
Maus-tratos ou crueldade animal, quando o assunto é a denúncia destes, nossa lei é bem pertinente. Mesmo assim,...

MUNDO | Um ataque a tiros realizado em uma escola de ensino fundamental no Texas, Estados Unidos, deixou 15 pessoas mortas, sendo 14 crianças e um professor, e dezenas de feridas, sendo dois policiais, nesta terça-feira (24), de acordo com o governador Greg Abbott, que também informou que o suspeito, um jovem estadunidense de 18 anos, estudante da Uvalde High School, foi morto pela polícia. “Ele atirou e matou horrivelmente e incompreensivelmente 14 alunos e matou um professor”, disse Abbott durante uma coletiva de imprensa.

Segundo o site Carta Capital, o suspeito também teria atirado em sua avó antes de entrar na escola e abrir fogo novamente, disse o governador. O ataque foi realizado com um revólver e um rifle. Ainda não se sabe o que motivou o tiroteio.

O atentado aconteceu na cidade de Uvalde, a 130km de San Antonio. O hospital memorial de Uvalde informou pelo Facebook que 13 crianças tinham sido levadas até lá para atendimento e que duas estavam mortas quando chegaram ao local.

“A UMH está atualmente cuidando de vários alunos no pronto-socorro. A família imediata desses alunos devem se apresentar no refeitório no segundo andar”, postou ao hospital na rede social. “A equipe da UMH estará em constante comunicação com os membros da família. Se você não é um membro imediato da família, pedimos que evite vir ao hospital neste momento”, acrescentou. Essa era a última semana de aula, pois os alunos vão entrar em férias de verão.

Com esse ataque, os EUA somam 7.584 mortos por arma de fogo em cinco meses do ano, de acordo com o Gun Violence Archive, um grupo de pesquisa que cataloga todos os incidentes de violência armada nos EUA.

215 tiroteios já foram realizados desde o começo do ano. Apesar das reiteradas mortes decorrentes de ataques armados e de uma onda nacional de violência por armas de fogo, múltiplas iniciativas para reformar as regulamentações sobre as armas fracassaram no Congresso americano, deixando aos legislativos locais e estaduais a responsabilidade de aprovar suas próprias restrições.

Os Estados Unidos registraram 19.350 homicídios com armas de fogo em 2020, 35% a mais do que em 2019, segundo os dados mais recentes do Centro para o Controle e a Prevenção de Doenças (CDC).

Foto: Reprodução/Redes Sociais

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

PATROCINADO
Você sabia que toda forma de trabalho realizada por crianças e adolescentes com idade inferior a 16 anos...

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

CONFIRA AS MAIS LIDAS

BABADO FORTE