Carro do Ministério da Agricultura é flagrado transportando ilegalmente bebidas alcoólicas para comunidades indígenas

Foto: Lideranças da região Serras, T.I RSS.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus- AM | Na última terça (29/09), em um abordagem de rotina, Lideranças da Terra indígena Raposa Serra do Sol, região Serras, em conjunto com o Grupo de Proteção e Vigilância e Territorial Indígena (GPVITI), flagraram, no posto de monitoramento e vigilância territorial Tuxaua Geraldo Macuxi, um carro Oficial do Ministério da agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) sendo usado para transporte ilegal de bebidas alcoólicas para dentro das comunidades indígenas.

Publicidade
WhatsApp Image 2020 10 05 at 14.54.16 2
Foto: Lideranças da região Serras, T.I RSS.

Foi possível verificar que, o veículo que seguia para a comunidade Mutum, foi identificado com vários tipos de bebidas alcoólicas e além do motorista tinha três passageiros. Foram encontradas na caçamba da caminhonete 74 garrafas de cachaça e duas caixas de cerveja.

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

Clique AQUI e saiba as vantagens em ser MEMBRO!

O motorista disse que a carga pertencia a um dos passageiros, informou o motorista ao ser questionado. Ninguém apresentava sinais de embriaguez. As bebidas alcoólicas foram descartadas e os quatro envolvidos liberados. A assessoria jurídica do Conselho Indígena de Roraima irá oficiar os fatos no Ministério Público Federal (MPF) e na Fundação Nacional do Índio (Funai).

WhatsApp Image 2020 10 05 at 14.54.16 3
As bebidas alcoólicas foram descartadas. Foto: Lideranças da região Serras, T.I RSS.

Os povos da TI Raposa Serra do Sol mantêm normas internas das próprias comunidades que proíbem a venda e a comercialização de bebidas alcoólicas respaldados no ART. 231 da CF/88.
As lideranças do Grupo de Vigilância e os demais coordenadores locais e regionais da TI Raposa Serra do Sol cobram que as autoridades tomem as devidas providências em relação ao caso.

Fonte: Conselho Indígena de Roraima

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias