Ajude a localizar homem que praticava crimes de estelionato de bem alheio

Foto: Reprodução /PC
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus-AM | A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), representada pelo delegado Marcos Arruda, titular do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), solicita a colaboração de todos na divulgação da imagem de José Alexandre Sadala de Oliveira, 32, acusado de praticar o crime de estelionato de bem alheio que, até o momento, já fez duas vítimas.

Publicidade

Conforme o delegado Marcos Arruda, o indivíduo oferecia terrenos em sites de compra e venda, com preços abaixo do custo. Após o anuncio, José atraia a vítima até um local acima de qualquer suspeita, geralmente em cartório de registro de imóveis.

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

Clique AQUI e saiba as vantagens em ser MEMBRO!

“Quando ele chegava no cartório, era feito uma espécie de ‘contrato de gaveta’, na qual servia como uma modalidade de transferência do imóvel para a vítima. Feito o contrato, as vítimas depositavam certo valor na conta do estelionatário, como pagamento do imóvel. Nisso, a vítima se dirigia ao local para tomar posse do bem, mas quando chegava no endereço, era surpreendida com o fato do imóvel estar ocupado ou não existir”, explicou o delegado.

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

Clique AQUI e saiba as vantagens em ser MEMBRO!

De acordo com o titular, a equipe de polícia teve conhecimento do golpe quando a primeira vítima registrou um Boletim de Ocorrência (BO), no dia 7 de julho deste ano, informando sobre o crime que ocorreu em 20 de junho deste ano.

“Durante as diligências, veio até nós a segunda vítima e, a partir disso, no dia 6 de agosto, solicitei a prisão preventiva do infrator, que foi expedido no dia 24 de setembro pela juíza Careen Aguiar Fernandes, da Central de Inquéritos”, finalizou a autoridade policial.

Disque-denúncia – O delegado destacou, também, que quem puder colaborar com informações sobre o paradeiro de José, pode entrar em contato por meio do número (92) 98476-0984, o disque-denúncia do 1º DIP, ou pelo 181, da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). “Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, garantiu ele.

Foto: Divulgação/PC-AM.

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias