Mandado de busca e apreensão é cumprido na casa de Givancir Oliveira

Captura de Tela 2020-03-01 às 11.11.30
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus-AM | No início da tarde desta quinta-feira (5), o juiz Carlos Henrique Jardim da Silva, da comarca de de Iranduba, expediu um mandato de busca e apreensão na mansão do ex-presidente do Sindicato dos Rodoviários do Amazonas, Givancir Oliveira, acusado de assassinar o jovem Bruno Freitas e tentativa de homicídio Thelcy Freitas no último sábado (29/01) em Iranduba.

Publicidade

O mesmo imóvel onde no mês passado, teria ocorrido um roubo no valor de R$ 200 mil.

Conforme o advogado Silva Costa, que faz a defesa de Givancir, o objetivo era de recolher provas no seguimento do processo do ex-presidente que é acusado de matar Bruno Freitas e a tentativa de homicídio contra o trans Thelcy Freitas.

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias