Chico Preto cobra posicionamento da OAB no ‘Caso Flávio’

WhatsApp Image 2019-10-17 at 14.47.04
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus – AM | O vereador Chico Preto protocolou, na tarde desta segunda-feira (21), junto à Ordem dos Advogados do Brasil seccional Amazonas (OAB-AM), um pedido de posicionamento ou providências da entidade acerca do homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, 42, encontrado morto, na tarde de segunda-feira, 30 de setembro de 2019, no bairro Tarumã, após participar de uma festa na casa de Alejandro Valeiko, enteado do Prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB).

Publicidade

No documento, o parlamentar alega que a OAB “tem por finalidade a defesa da Constituição, da ordem jurídica do Estado democrático de direito, dos direitos humanos, da justiça social e pugnar pela boa aplicação das leis, pela rápida administração da justiça e pelo aperfeiçoamento da cultura e das instituições jurídicas” conforme juramento dos advogados.

Chico Preto destacou, ainda, que recentemente a OAB-AM tem se posicionado em casos diversos, como em 2017, quando repudiou falas do então deputado federal Jair Bolsonaro; e neste ano quando do episódio ocorrido durante a reunião de lideranças dos movimentos sociais, na sede do Sindicato dos Professores, em planejamento de protesto contra o Presidente da República.

“Neste diapasão, a OAB Amazonas, entidade representativa da advocacia e da sociedade civil amazonense, considerando o episódio do homicídio de um engenheiro de família simples, com envolvimento de poderosos, não deveria também tomar posição na defesa dos Direitos Humanos e do Estado Democrático de Direito, aos fins da almejada justiça social?”, indaga o documento.

Com informações da assessoria

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias