Corpo de cabo da PMAM é levado para cidade natal do policial

24f7bde5-1d6f-4246-9686-f73c1180c0f0
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus-AM | Na manhã desta sexta-feira (20), o corpo do cabo da Polícia Militar (PM), Adeílson de Oliveira Pinheiro, de 35 anos, chegou em translado no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes por volta das 10h, para ser levado para ser sepultado em sua cidade de origem em Cruzeiro do Sul, Estado do Acre.

Publicidade

Adeílson tinha apenas uma tia morando em Manaus, ele veio em 2007 para a capital Amazonense prestar concurso da Polícia, assumindo em 2008 lotado na 4° Companhia Interativa comunitária (Cicom), no bairro Gilberto Mestrinho, zona Leste da Cidade.

7aa642d3 2dcb 4e08 a82d 0acecd751d0e

O PM era finalista no curso de direito e o mesmo tinha o sonho de atuar como advogado, e posteriormente prestar concurso público. Ele teve a vida tirada durante uma tentativa de assalto dentro da sua própria residência na capital, onde dois homens entraram no apartamento em que o cabo dormia com sua companheira e anunciaram o assalto, Adeílson reage entrando em luta corporal e acaba sendo atingido com dois golpes de faca que atingiram o pescoço e também as costas. O PM ainda foi socorrido levado ao Hospital e Pronto Socorro João Lúcio, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Ainda na manhã de ontem dois homens foram presos e um adolescente foi apreendido em uma bar na Avenida Itaúba bairro Jorge Teixeira, após a polícia receber denúncia anônima. Os maiores de idade foram levados para o Centro de Detenção Provisório Masculino (CDPM), no km 8 da BR 174. O menor de idade foi levado a Delegacia Especializada em Atos Infracionais (DEAI).

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias