Integrantes de facção atiraram cerca de 70 tiros contra rivais

1-20
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus-AM | Durante a manhã desta sexta-feira (24), integrantes de facção, pelo menos cinco homens armados, promoveram um ataque disparando aproximadamente 70 tiros e duas granadas a uma residência localizada na rua Vista Alegre, bairro Nova Esperança zona Oeste da Cidade, onde os alvos seriam outros cinco homens suspeitos de pertencer a um grupo criminoso rival.

Publicidade

Integrante de facção é morto no local

facção
Um do ‘quinteto’ veio a óbito no local. Foto: Reprodução/A Crítica

Conforme informações do Tenente Marivaldo Costa da 20° Companhia Interativa comunitária (Cicom), que atendeu a ocorrência, o fato aconteceu por volta das 5h da manhã, onde pelo menos cinco homens, integrantes de uma facção criminosa, fortemente armados saíram de dentro de três veículos, modelo e placa não identificados invadiram a casa alugada, onde os alvos estavam dormindo e começaram o ataque com o objetivo de executar as cinco vítimas que estavam no local.

Ainda segundo os relatos do Tenente aproximadamente 70 tiros foram disparados de diferentes armamentos, um homem, integrante de uma facção, identificado como Laurency George Barros de Aquino, de 34 anos, que estava na sala foi atingido com quatro tiros que atingiram o tórax e as duas costelas, o mesmo veio a óbito. Uma segunda vítima identificada como Douglas Martins de Lima, de 19 anos, também sofreu disparos na perna, fingiu-se de morto até a chegada da polícia.

Outros três indivíduos identificados como
Lucas Alves da Silva, de 23 anos; Marcos filhos de Almeida Castro, de 19 anos; Gabriel Alves de Souza, de 20 anos,
que estavam no interior da casa, ao perceber o ataque pularam o muro dos fundos da residência e fugiram para uma área de mata, sendo capturados pelos policiais. Com eles um revólver calibre 38 foi apreendido.

Marivaldo relatou que a tentativa de chacina se deu pela briga entre facções criminosas. No interior da casa foi possível notar as siglas da facção denominada Família do Norte (FDN), logo acredita- se que os autores do ataque pertenciam a facção denominada Comando Vermelho (CV). Eles ainda chegaram a lançar duas granadas para dentro da residência, mas não houve explosão.

De acordo com o Marjor Mesquita Feitoza, do Grupamento de Manejo e Artefatos Explosivos (Marte), o grupo que promoveu o ataque acabou se atrapalhando na hora de lançar os artefatos explosivos e não houve a explosão. Uma equipe do Marte fez isolamento da área para que o material fosse detonado com segurança.

Após a ação do Marte, a casa foi liberada para que o Instituto Médico Legal (IML), pudesse remover o corpo de Laurecy, apontado como o líder do grupo e responsável pelo aluguel da casa.

Materiais apreendido, além do revólver calibre 38 um carro modelo Ford ka vermelho, placa QZC 2C68 e uma motocicleta 160 CG Fan, placa OAI 5171 de cor preta foram conduzidos ao 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP), com restrições de roubo.

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias