});
Falsa clinica de reabilitação tortura e acorrenta seus pacientes em Manaus
Foto: Reprodução

Falsa clinica de reabilitação tortura e acorrenta seus pacientes em Manaus


Manaus – Am | Na tarde de terça-feira (18), a polícia militar recebeu a informação sobre o cárcere de homem identificado como Jean Patrício Matos Reis, 39 anos, em um centro de tratamento do Instituto Vidas Libertas, localizado no sítio no Pontalzinho, Ramal da Vivenda em Manaus.

A clínica clandestina por nome “Vida Libertas”, tinha como base de tratamentos para pessoas com dependências químicas, técnicas nem um pouco convencionais. Os pacientes eram submetidos a torturas físicas, além de por vezes terem seus corpos enterrados com somente a cabeça para fora da cova.

Após conseguir fugir durante a madrugada do dia (17), uma mulher identificada como Euciane dos Santos Ladislau, 33 anos, foi ao encontro de policiais militares na companhia se seu advogado relatar os momentos de horror vivido no local e pedindo socorro para seu marido que ainda estaria na falsa clinica.

As viaturas da 20a CICOM se deslocaram ao local e constataram a veracidade do informado. Jean, foi encontrado acorrentado pelos pés no pilar de uma cabana improvisada no meio  do Mato.

A equipe policial fez a detenção do responsável,  que se identificou como Mestre Raimundo Paiva da Costa, 50 anos, de sua companheira Ana Caroline da Silva Souza, 21 anos e de seu ajudante Joaquim Cruz de Andrade, 45 anos.

O local usado para o tratamento totalmente insalubre segundo informações dos policiais ao conversar com a vítima que ainda estava no local, ouviram o mesmo contar que por várias vezes havia se defecado por estar acorrentado.

As partes foram encaminhadas ao 19o DIP para providências. 

Leia mais:

Deixe uma resposta