Familiares de adolescente desaparecido há 30 dias fazem protesto na Delegacia de Homicídios

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus-AM | Na manhã desta terça-feira (21), familiares do Adolescente Pedro Adley Ferreira de Lima, de 17 anos, sequestrado no dia 21 de junho deste ano, se reuniram em frente à Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), em um manifesto para cobrar as autoridades policiais uma resposta sobre o suposto sequestro e possível morte do jovem na capital.

Publicidade

Desaparecido

Nesta terça-feira faz exatamente um mês que o adolescente foi sequestrado. As autoridades policiais estiveram cumprindo mandados de busca e apreensão no dia 10 de junho no bairro Santa Inês, onde um carro modelo Prisma, de cor prata e placa não identificada, reconhecido pela irmã da vítima, que estava com ele no momento do sequestro, foi apreendido.

De acordo com Charles Araújo, delegado adjunto da DEHS, que está a frente do caso, a perícia foi realizada no veículo, mas nenhum indício foi encontrado. Ele relatou ainda que o carro pertence a uma locadora e o suposto dono foi ouvido.

Charles relatou que em nenhum momento as investigações pararam. “Esse é um dos casos mais difíceis que estamos lidando, os trabalhos iniciaram logo após o desaparecimento, o carro foi localizado vinte e quatro horas depois do fato, e os suspeitos estão sendo investigados.”, disse o delegado.

Ele relatou ainda que não há indícios do envolvimento de Pedro no assalto a um motorista de aplicativo.

De acordo com informações repassadas pelos familiares do jovem, dias antes do sequestro, aconteceu um assalto a um motorista de aplicativo no local, e desde então uma movimentação estranha de veículos rondava a área.

A tia acredita que os seqüestradores estejam ligados a esse fato, e ao tentar identificar os possíveis assaltantes do motorista de app, tenham levado Pedro por engano, informação também confirmada pela autoridade policial.

Dona Maria da Conceição, a mãe de Pedro, conversou com a nossa equipe, e disse que está destruída sem saber informações dele, ela relatou que o filho é uma pessoa boa, não mexia com ninguém. A mulher fez uma súplica pedindo que os seqüestradores devolvam o adolescente.

Quem tiver qualquer informação que ajude a polícia a localizar o rapaz, pode entrar em contato pelos números: (92) 99494-4868 / 99212-7705 / 99536-6157/ 99500-9722.

Veja também:

SSP-AM envia bombeiros mergulhadores para buscas a policiais desaparecidos em Envira (AM)

AUXÍLIO EMERGENCIAL

Acompanhe a Covid-19 no Amazonas

Receba a seleção das melhores notícias

BABADO FORTE