Fim de relacionamento amoroso pode ter motivado morte de miss em Manaus

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus – AM | O fim do relacionamento amoroso entre a finalista do Miss Amazonas 2019 e Miss Manicoré (distante 332 Km de Manaus), Kimberly Karen Mota de Oliveira, de 22 anos, e o ex-namorado identificado como Rafael Fernandes Rodrigues, pode ter motivado o assassinato da modelo, encontrada morta na madrugada desta terça-feira (12), no apartamento de Rafael, no Centro da capital amazonense. 

Publicidade

“Provavelmente eles tiveram uma briga. Ela foi morta com três facadas. A faca foi encontrada na varanda.”, disse a delegada adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (Dehs), Zandra Ribeiro. 

As investigações já foram iniciadas. “Ele foi buscá-la na casa de uma amiga onde ela morava com essa amiga. A amiga viu o carro dele.”, também informou a delegada adjunta da Dehs. 

O corpo da Miss Manicoré foi encontrado ao lado da cama e havia muito sangue. “A amiga ligou para um tio e informou para ele que ela tinha falecido. A Polícia Militar foi acionada. Identidade e crachá funcional do Rafael foram encontrados no apartamento.”, informou, ainda, a delegada. 

O casal estava tendo relacionamento há cerca de dois meses. A estudante de odontologia pôs um fim no relacionamento.

Rafael é paulista e funcionário da Justiça do Trabalho. Ainda de acordo com as informações coletadas pela polícia, ele havia se separado da esposa e estava se relacionando com a miss. 

O homem é apontado como o principal suspeito pela morte de Kimberly. Ele ainda não foi localizado pela polícia.

AUXÍLIO EMERGENCIAL

Acompanhe a Covid-19 no Amazonas

Receba a seleção das melhores notícias

BABADO FORTE