Jovem foi assassinada por não trocar de facção criminosa; suspeito do crime é preso

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
WhatsApp Image 2020-07-22 at 13.53.25


Manaus-AM| Na manhã desta terça-feira (21), a Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), cumpriu mandado de prisão temporária em nome de Ítalo Tabosa de Lima, 24 anos, suspeito de envolvimento no homicídio de Ana Paula da Silva Sabino, 27 anos, que ocorreu no dia 9 de junho deste ano.

Publicidade
Captura de Tela 2020 07 22 às 13.41.35
Homem foi preso por suspeita de envolvimento no crime

O crime aconteceu durante a tarde do dia 9/6 na rua C15 bairro Japiim 2, zona Sul da capital. Na ocasião Ana Paula foi surpreendida por criminosos que estavam em um carro preto, modelo e placa não identificados, que alvejaram a mulher com um disparo de arma de fogo que atingiu o tórax. A vítima foi socorrida pelo próprio marido e levada para o Hospital e Pronto Socorro João Lúcio, na zona Leste, mas não resistiu e acabou vindo à óbito.

De acordo com a delegada adjunta da DEHS, Zandra Ribeiro, o companheiro de Ana Paula compareceu a delegacia para registrar Boletim de Ocorrência (BO), no mesmo dia da morte da jovem. E desde então as investigações tiveram andamento.

“A vítima fazia parte de uma facção denominada Família do Norte (FDN) e era leal ao traficante conhecido como ‘Marcelinho’, que se encontra preso. Após a prisão desse líder, a mulher não aceitou se ‘filiar’ a outra facção criminosa, denominada como Comando Vermelho (CV), sendo esta a motivação do crime.”, explicou Zandra.

A prisão do homem foi efetuada na residência da sogra dele, na travessa Fonte Boa, bairro Manaus 2000, também na zona Sul.

As investigações sobre o caso estão em andamento.

A ordem judicial em nome do homem foi expedida, nesta segunda-feira (20/07), pelo juiz Igor de Carvalho Leal Campagnolli, da Central de Inquérito.

Ítalo foi indiciado por homicídio e, ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, será levado para Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde irá ficar à disposição da Justiça.

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias