Mãe é presa por abandonar filhas menores de idade em situação precária de higiene e cárcere no AM

13212CB0-BE21-4487-84B3-32F2A40BFD0A
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manacapuru (AM) – Na manhã desta sexta-feira (17/7) o Conselho Tutelar de Manacapuru recebeu uma denúncia que um casal teria abandonado os filhos em uma residência localizada no Bairro do Biribiri, em no município. Com as informações, o conselho se dirigiu até ao local, e lá encontrou quatro crianças, todas do sexo feminino, com idades de 03, 04, 06 e 09 anos, dentro de uma casa sem as mínimas condições de higiene, com lixo e roupas espalhadas pelo chão.

Publicidade

Segundo o conselheiro, ao conversar com as crianças elas informaram que sempre eram deixadas sozinhas e que as vezes a mãe deixava dinheiro para a mais velha comprar comida e a mesma fazer para os demais irmãos.

“Ao chegarmos no local, encontramos as crianças sozinhas, ainda não tinham tomado banho, a casa muito suja como se há muito tempo não tivesse uma limpeza, as crianças disseram que a mãe as vezes deixava o dinheiro e elas fazem a comida.”, relatou o conselheiro responsável pela ação, Marcos Silva.

Durante o resgate desses menores, a mãe das crianças apareceu e se alterou com a equipe do Conselho Tutelar, tirou a força as crianças de dentro do carro do órgão, dizendo que ninguém ia tomar suas filhas, o conselheiro pediu apoio policial que realizou a condução da mulher de 25 anos e seu companheiro de 35 anos, para a Delegacia Interativa de Manacapuru, onde foram autuados por abandono de incapaz.

“Ela disse que tinha saindo pra trabalhar, mas os vizinhos disseram que ela sempre deixa as crianças sozinhas, informação confirmada pelas crianças que afirmaram ser comum elas ficarem sozinhas, ao consultarmos o colegiado do Conselho Tutelar, descobrimos que essa mesma mulher já foi atendida em outros procedimentos no órgão, envolvendo essas crianças.”, ressaltou Marcos.

Segundo do Marcos, as crianças foram levadas para o Abrigo do Município onde receberam os cuidados de higiene, em seguida, após a identificação de familiares, as quatro meninas foram deixadas com as tias, que se comprometeram em cuida-las.

“Nos vamos referenciar o CREAS para que faça o acompanhamento dessas crianças e o caso além de ser denunciado na Delegacia Especializada de Manacapuru, também estamos noticiando o Ministério Público ao ponto de garantir a segurança e o bem estar desses menores”, finalizou.

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias