Motoristas de app protestam e pedem que suspeitos de assassinarem adolescente sejam soltos

Foto: Reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus – AM | Motoristas de aplicativos manifestaram em frente ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), na manhã deste domingo (25). Eles pedem soltura dos colegas, os motoristas presos suspeitos de envolvimento no assassinato do adolescente Pedro Adley Fernandes, de apenas 17 anos.

Publicidade

Um dos motoristas presos é João Rodrigues Maciel, 33, candidato a vereador, conhecido como ‘João dos aplicativos’. A polícia informou que ele e outros dois motoristas identificados como Cleyton Augustinho dos Santos (29), e  Kameron Braga Pereira (20), foram presos após assassinarem e ocultarem o cadáver do adolescente.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Prisão dos motoristas de app

A Polícia Civil  do Amazonas (PC-AM), realizou a a operação Nemêsis, por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na manhã da última quarta-feira (21/10), que cumpriu três mandados de prisão temporária a motoristas de aplicativos envolvidos no sequestro e morte do jovem Pedro Adley Ferreira de Lima, que tinha 17 anos.

Conforme o Delegado Titular da DEHS, Charles Araújo, os envolvidos confessaram o crime e indicaram o local onde desovaram o corpo da vítima. O corpo estava enrolado em um colchão numa área de lixão no km 28 da BR-174 já em estado avançado de decomposição.

Leia a matéria completa clicando aqui.

Local onde Pedro foi enterrado
Pedro Adley Ferreira de Lima

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

Clique AQUI e saiba as vantagens em ser MEMBRO!

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias