Mulher que preparou marmitas suspeitas de matar moradores de rua presta depoimento

121823202007235f19aa3fae26a-1200x706
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Polícia | A mulher que preparou as marmitas supostamente envenenadas que teriam ocasionado a morte de dois moradores em situação de rua compareceu nesta quinta-feira (23) à Delegacia de Itapevi, responsável pelas investigações. Em depoimento, ela relatou que a família consumiu o mesmo alimento na data do ocorrido, mas ninguém apresentou sintomas adversos.

Publicidade

A mulher é suspeita de matar moradores de rua com marmitas envenenadas

marmita
A mulher, supostamente, teria colocado veneno nas refeições. Foto: Reprodução

De acordo com as informações prestadas à polícia, a mulher disse que decidiu procurar as autoridades após reconhecer o seu automóvel nas imagens de um circuito de segurança que foram divulgadas pela imprensa. Além disso, ela também informou aos agentes que identificou as marmitas que ela mesmo teria preparado. 

Segundo o delegado Aloysio Ribeiro, responsável pelas investigações, a mulher relatou que trabalha há 10 anos como voluntária em uma instituição conhecida na região de Itapevi, onde aconteceu o caso. Por ora, os investigadores não descartam a possibilidade de que as marmitas tenham sido envenenadas propositalmente, mas também trabalham com hipótese de que a comida tenha estragado. 

Além dos dois moradores, um cachorro que estava com as vítimas também consumiu o alimento e morreu. Outras duas pessoas permanecem internadas em hospitais da região. A polícia apreendeu todo o alimento, que deve passar por análise nos próximos dias.

A mulher foi liberada após ser ouvida e outras quatro testemunhas devem prestar depoimento ainda hoje.

Fonte: SBT

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias