Polícia civil do Amazonas e Ceará prendem suspeito por matar advogada em Fortaleza

Imagem: Divulgação
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus – AM | Carlos Cley Rebouças Rocha, 39, procurado pela execução, em 2012, de uma advogada de 52 anos, em Fortaleza, foi preso pela policia Civil Amazonas e do Ceará. Com ele, foi encontrado uma pistola calibre 380 e R$ 8 mil em espécie. 

Publicidade

Segundo o delegado Rafael Guevara, Carlos foi contratado pela escrivã da Polícia Civil do Ceará, Regina Lúcia de Amorim Gomes, para executar a advogada Maria Danielle Ximenes, em junho de 2012. No dia do crime, o infrator entrou no escritório da advogada e efetuou três disparos de arma de fogo contra a mulher. Regina foi presa e condenada pela Justiça naquele mesmo ano, enquanto Carlos Cley permanecia foragido.

“Recebemos informação da equipe do DHPP-CE de que Carlos teria empreendido fuga para Manaus após cometer o crime. A partir disso, iniciamos nossas investigações e constatamos que ele estava residindo há seis anos na cidade. Passamos a realizar diligências para prender o infrator e logramos êxito na manhã de hoje, quando o encontramos na loja de refrigeração dele, no bairro Cidade Deus, zona norte da capital”, explicou Guevara. 

Além do revólver e do dinheiro que estava em moeda boliviana (cerca de 1 milhão de bolivianos), a polícia apreendeu, um colete e várias munições. 

“Quando nós o prendemos e pedimos o Registro Geral (RG) dele, Carlos nos forneceu o documento do irmão dele, que inclusive está preso em uma unidade prisional do Ceará, mas já tínhamos conhecimento de quem ele é e o conduzimos à delegacia para a realização dos procedimentos cabíveis. Carlos nos relatou, em depoimento, que havia conseguido a arma de fogo há pouco tempo e estaria mantendo o objeto no local para a própria segurança”, disse Pignata.   

Carlos foi indiciado por homicídio qualificado. O infrator também foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido e uso de documento falso.      

Imagem: Divulgação

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias