Polícia Civil prende dupla envolvida em esquema de estelionato na capital

Captura de Tela 2019-11-05 às 17.02.19
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

POLÍCIA | As equipes de investigação do 3º e 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP), sob coordenação dos delegados Kelenne Passos e Pablo Geovanni, titulares das respectivas unidades policiais, cumpriram na tarde de segunda-feira (04/11), por volta das 16h30, mandado de prisão preventiva em nome de Rafael Rabelo de Oliveira, 24, por estelionato e associação criminosa. No mesmo dia, às 15h30, a equipe do 3º DIP, já havia prendido, em flagrante, Ivan Lopes das Graças, 21, pelo envolvimento no mesmo crime.

Publicidade

De acordo com o delegado Geovanni, as ações policiais ocorreram nos bairros Adrianópolis e Zumbi do Palmares, situados nas zonas centro-sul e leste da capital, respectivamente. O esquema iniciava quando uma pessoa anunciava produtos em sites de compra e vendas e era escolhida pela dupla. A partir de então, os criminosos traçavam uma estratégia na qual Ivan era o responsável por receber o produto da vítima, depois que ela negociava com Rafael, e o irmão dele, identificado como “Wenderson”, que está sendo procurado pela polícia.

“Os infratores viam os anúncios em sites de compra e vendas e, após escolherem o alvo, entravam em contato com a vítima, por meio de um aplicativo de mensagens instantâneas, onde se passavam por uma outra pessoa e davam andamento às negociações. No momento de efetuarem a compra, eles enviavam o extrato de pagamento para a vítima, que não sabia que os infratores depositavam o envelope bancário sem nenhuma quantia”, explicou o delegado Geovanni.

Conforme o titular do 9º DIP, pelo fato de se passarem por outra pessoa, Rafael e o irmão sempre comunicavam às vítimas que não poderiam comparecer ao local marcado para receber o produto e que delegariam a tarefa a um conhecido, que no caso era Ivan.

“Na segunda-feira (04/11), a vítima, uma jovem de 23 anos, combinou de entregar um videogame à Rafael, após receber o comprovante de depósito, mas o infrator relatou que estaria impossibilitado de comparecer ao local e enviaria um amigo. No entanto, a jovem desconfiou e acionou a equipe policial do 3º DIP. Quando Ivan chegou ao local, foi constatado, após ser abordado pela equipe policial, que ele integrava o esquema de estelionato, momento em que a delegada Kelene Passos deu voz de prisão ao mesmo”, disse o delegado Geovanni.

Ainda segundo o titular do 9º DIP, após ser questionado, Ivan afirmou que levaria o produto para Rafael, que já tinha mandado de prisão em aberto pelo cometimento do mesmo crime, em julho deste ano. Por meio das declarações de Ivan, as equipes do 9º DIP identificaram o paradeiro de Rafael e lograram êxito no cumprimento da ordem judicial em nome dele.

O delegado Pablo Geovanni destacou, também, que os irmãos Rafael e Wenderson já foram citados em 16 Boletins de Ocorrência (BO) em casos semelhantes, e que as diligências em torno do caso prosseguirão até que Wenderson seja localizado e preso. As ordens judiciais em nome dos irmãos foram expedidas no dia 23 de julho de 2019, pela juíza Carren Aguiar Fernandes, da 7ª Vara Criminal.

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias