Polícia Civil prende homem que se passava por funcionário da Águas de Manaus

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

MANAUS- Polícia realiza ação para desarticular organização criminosa que cobrava dinheiro de consumidores para não cortar água nas casas #AInformaçãoNaHora #Curta #Comente #Compartilhe #Credibilidade #SemFakeNews #InformaçãoEcoisaSéria #TemCoisaQueSoImediatoMostra

Posted by Imediato on Thursday, December 5, 2019

Manaus-AM | Policiais civis da Delegacia Especializada em Combate ao Furto de Energia, Água, Gás e Serviços de Telecomunicações (DECFS), em ação conjunta com a equipe de investigação do 16° Distrito Integrado de Polícia (DIP) e do 22° DIP, deflagraram na manhã de quarta-feira (4/12), por volta das 6h30, a operação “Lisc”, que culminou em dois cumprimentos de mandados de busca e apreensão e no cumprimento do mandado de prisão em nome de Rogério Abreu de Araújo, 35. O homem se passava por funcionário da concessionária de abastecimento de água da capital.

Publicidade

Conforme o delegado Paulo Benelli, titular da DECFS, a ação teve o intuito de desarticular uma organização criminosa, cujos integrantes são ex-funcionários da empresa. Segundo Benelli, as equipes tiveram conhecimento da ação criminosa, após os representantes da concessionária formalizarem a denúncia. Eles relataram que indivíduos chegavam nas casas dos clientes e exigiam, indevidamente, dinheiro dos mesmos, alegando que se não pagassem, iriam ter o fornecimento de água interrompido.

Benelli informou que no decorrer das investigações, os ex-funcionários que aplicavam o golpe foram identificados como Rogério Abreu de Araújo, 34, e Harlison Araújo Pinto, 26. Harlison já havia sido preso em flagrante por roubo, em janeiro de 2018, quando, portando uma arma de fogo, entrou em residências, se passando por funcionário da concessionária, e roubava as vítimas.

Captura de Tela 2019 12 05 às 15.55.53
Harlison está sendo procurado!

Disque-denúncia – O delegado pede a colaboração das pessoas que tenham sido vítimas da ação criminosa, que entrem em contato por meio do número (92) 3622-7837, o disque-denúncia da especializada. Além de qualquer informação do paradeiro de Harlison.

Prisão – Rogério foi preso na casa dele, situada no bairro Novo Aleixo, zona norte da capital. No local foram apreendidos equipamentos utilizados para troca de tubulações de fornecimento de água. Já Harlison não foi localizado pelas equipes policiais e encontra-se foragido da Justiça.

AUXÍLIO EMERGENCIAL

Acompanhe a Covid-19 no Amazonas

Receba a seleção das melhores notícias

BABADO FORTE