“Primeira dama de Manaus esteve na casa durante a noite do assassinato.”, diz delegado responsável pelo caso

38A23CEA-8103-4423-BC88-D4D12AED06AB
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus – A primeira dama do município, Elizabeth Valeiko, esteve hoje na Delegacia Especializada em Homicidios e Sequestros (DEHS), para prestar depoimento sobre a investigação do assassinato do engenheiro Flávio Rodrigues. A primeira dama de Manaus chegou à unidade policial por volta das 17h e só saiu às 20h do local.

Publicidade

Acompanhada por 4 advogados, tanto na entrada quanto na saída, Elizabeth Valeiko teve que ser escoltada por inúmeros policiais militares que fizeram dia segurança pessoal. Dezenas de familiares e amigos do engenheiro assassinado, estiveram no local em um ato de manifestação pedindo celeridade da polícia civil no processo de investigação do caso.

Durante sua saída da unidade policial, a primeira dama do município não falou com a imprensa. O delegado responsável pelo inquérito, Paulo Martins, reiterou que não pode dar muitos detalhes sobre o depoimento prestado por Elizabeth, tendo em vista que o processo ainda está em investigação. Mas Paulo Martins destacou que sim, a primeira dama esteve na casa do filho – Alejandro Valeiko – durante a noite do crime para prestar ajuda.

O caso segue em investigação.

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias