Quatro criminosos, integrantes de facção responsável por mortes de rivais, são presos em ação da PC-AM

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus-AM | Nesta quinta-feira (18), a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), deflagrou por volta das 5h30 a Operação “Overlord” que significa (Soberano), que teve como objetivo cumprir seis mandados de prisão em nomes de homens ligados com aproximadamente oito homicídios na área da zona Leste da Cidade.

Publicidade

A operação resultou nos cumprimentos de mandados de prisão temporária de quatro investigados, por integrarem um grupo criminoso que atuava na Zona leste e encabeçavam vários homicídios ligados ao tráfico de drogas e contra rivais.

Sob o comando da delegada geral da PC-AM, Emília Ferraz, a ação policial foi coordenada pelos delegados Alessandro Albino, diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), e pelos delegados Paulo Martins e Charles Araújo titular e adjunto da delegacia especializada em homicídios e sequestros (DEHS).

Segundo Paulo Martins, na ocasião da ação policial foram cumpridos mandados de prisão temporária com validade de 30 dias em nome de Alex Silva nascimento, de 18 anos; Alysson Pereira da Silva, de 40 anos; e de Clério Silva dos Santos, de 54 anos, e do filho dele Thiago Silva dos Santos, de 20 anos.

Os infratores foram presos em pontos distintos do Bairro Armando Mendes, situado na mesma zona em que os crimes foram cometidos.

Conforme Charles Araújo, adjunto da DEHS, os crimes estão relacionados ao tráfico de drogas na zona leste da capital e as investigações acerca do envolvimento do grupo nesses homicídios cometidos entre 2016 e janeiro deste ano tiveram início há cerca de cinco meses. Mas dois alvos ainda seguem foragidos,

As equipes da Dehs seguem diligência para localizar e prender os outros dois homens identificados como; Miguel Moreira Sabino e Adenilson de Souza Carvalho vulgo “Pepeu”, que é apontado como líder do grupo criminoso.

Eles estão sendo investigados de terem cometidos pelo menos oito assassinatos em 2016, tendo como vítima Luiz Felipe Marques Protásio; e Chester Roberto dos Santos Brito; já em 2017 foi morto Keverson Dantas Batista; em 2018 Rossini da Silva Roberto; no ano de 2019 Joel de Souza e Souza miconic Kevin Videira Bastos e Marcus Vinícius de Lima dos Santos, em janeiro deste mais uma vítima identificada como Marcos Bruno do Amaral Morais, também entrou na mira do grupo criminoso.

WhatsApp Image 2020 06 18 at 11.31.25
WhatsApp Image 2020 06 18 at 11.31.27 1

Clério será indiciado somente pelo homicídio de Marcos Bruno, enquanto os demais foram indiciados pelos pelos oito homicídios. Após os procedimentos cabíveis na DEHS, eles devem ser encaminhados para Central de Recebimento e Triagem (CRT),onde ficarão à disposição da Justiça.

AUXÍLIO EMERGENCIAL

Acompanhe a Covid-19 no Amazonas

Receba a seleção das melhores notícias

BABADO FORTE