Segurança pública: fake news apavoram a população em Manaus


Manaus – AM | A segurança também sofre com as fake news. Na noite e madrugada desta segunda-feira (10), diversas mensagens foram compartilhadas em grupos de WhatsApp “avisando” sobre rebeliões em unidades do sistema prisional do Amazonas e também de “invasão e mortes” no bairro Compensa, na zona Oeste da capital. Mas, era tudo fake news, informações falsas, deixando a população apavorada .

Ainda na noite desta segunda-feira, a equipe de reportagem esteve no bairro Compensa e constatou a tranquilidade na localidade, após serem espalhadas informações sobre a ocorrência de um intenso tiroteiro e homicídios no bairro.

Anúncios

Rebeliões também não aconteceram. A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) registrou a morte de um interno no Complexo Penitenciário Anísio Jobim. De acordo com a Seap, Fabrício Silva dos Santos Neto, 31 anos, foi morto dentro da cela após uma briga com outros três detentos. Posteriormente, os acusados foram encaminhados para delegacia para prestar depoimento sobre o ocorrido. Ao contrário do que estava sendo divulgado em grupos de WhatsApp, não se tratava do irmão do traficante “Zé Roberto” da Compensa.

O uso das redes na divulgação de informações falsas espalha terror e prejudica a população.

Fake news sobre rebeliões em presídios

A polícia apura os homicídios ocorridos entre a tarde e noite desta segunda-feira, que estariam relacionados a briga entre facções na capital. Fogos de artifício foram utilizados em vários pontos da cidade. 

Controle

O governo do Amazonas instalou, na noite desta segunda, Gabinete de Crise da Segurança Pública. A medida colocou todo o sistema de segurança em alerta, nas cadeias e nas ruas da cidade. Objetivo do estado é se antecipar a qualquer tipo de distúrbio provocado por criminosos, em decorrência do intenso combate que o governo vem executando contra o tráfico de drogas. Em 2019, os números de operações e de apreensões de entorpecentes foram recordes.

Por determinação do governador Wilson Lima, que está em Brasília para reunião de governadores, o Gabinete de Crise foi instalado ainda no início da noite, no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), da Secretaria de Segurança (SSP-AM).

“A tarefa do estado do Amazonas é continuar esse trabalho de repressão (ao crime), mas nós não queremos que a população seja vítima por conta desses desentendimentos com que esses integrantes do crime organizado estejam realizando. A presença que nós estamos realizando é pra que se possa evitar conflitos e que trasbordem para a população.”, sustentou o governador em exercício, Carlos Almeida Filho. 

Prisões 

Também na noite desta segunda a polícia realizou a prisão de três homens, em bairros da zona leste de Manaus, suspeitos de envolvimento em homicídios na capital amazonense. Com o trio, quatro armas de fogo foram apreendidas.

A primeira prisão ocorreu no bairro Tancredo Neves no início da noite, e levou as equipes policiais aos outros dois envolvidos. Um dos presos é apontado como liderança do tráfico no Tancredo Neves. Eles estariam por trás de, pelo menos, dez homicídios registrados este ano na capital.

Compartihe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Receba a seleção das melhores notícias

Você também pode gostar:

error: Este conteúdo é protegido!

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram