Trio é preso por estupro, assaltos e agressões e físicas, na zona Norte

5DF5127B-47C4-493D-97B8-EB721F428F20
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus – Diego Oliveira Castilho, de 26 anos, Keitiane Souza dos Reis, de 24, e Jeberson Gomes dos Santos, de 19 anos de idade, foram presos na tarde desta quarta-feira (18) após denúncias anônimas que relatavam inúmeros assaltos realizados na zona Norte de Manaus. A prisão aconteceu no conjunto Canarãnas, no bairro Cidade Nova e na delegacia a polícia descobriu que eles também estavam envolvidos em um caso de estupro.

Publicidade

Policiais militares da 27a Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram responsáveis pela ocorrência e o tenente Ruan deu detalhes sobre a ação. O grupo foi abordado enquanto utilizava um veículo modelo Ônix, de cor preta, para realizar arrastões na área. Os três foram levados até o 6 Distrito Integrado de Polícia (DIP) onde a ocorrência foi registrada.

Já na unidade policial as autoridades descobririam que o trio já era conhecido na zona Norte da capital por agir com violência durante as ações criminosas. Uma das vítimas reconheceu o trio na delegacia e relatou uma das agressões e até um abuso sexual sofrido pelos criminosos.

De acordo com a vítima, uma jovem de 21 anos que não quis se identificar por medo de represálias, na noite da última terça-feira (17) ela foi abordada por Jeberson e Keityane enquanto trabalhava em um lanche por volta das 22h. Keityane agrediu fisicamente a vítima e ainda levou o celular e a bolsa da mulher. Durante a fuga do local, Jeberson ainda usou mais violência para passar aos mãos nas partes íntimas da vítima com o objetivo de estuprar a jovem mas desistiu após ser repreendido pela comparsa de crime.

Com o trio a polícia encontrou um número significativo de celulares que eram oriundos dos roubos realizados e agora os donos dos aparelhos devem ser identificados. Os criminosos foram indiciadas pelos crimes de roubo e abuso sexual.

Após o término dos trâmites oficiais realizados na delegacia de polícia, o trio deve permanecer encarcerado à disposição da Justiça.

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias