Velório de Mototaxista é movido a emoções e desabafos

Mototaxista
PATROCINADO
A prefeitura está mudando a vida de pessoas que antes residiam sem qualquer infraestrutura em seus bairros e...

Manaus- AM | Durante a manhã desta quarta-feira (26), familiares e amigos seguem em despedida do corpo do mototaxista Deusimar Pereira Holanda, de 49 anos, que faleceu após passar por cirurgia e não resistir após ter sofrido um acidente de trânsito na noite do último sábado (22), na avenida Hilário Gurjão, Zona Leste de Manaus.

O Motorista de lotação identificado por câmeras ,até o momento conhecido apenas por “Olhão”, se apresentou com seu advogado no 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), afim de esclarecer a polícia o fato de ter entrado na contramão naquela noite, ele alegou estar fugindo de um suposto homem ,que queria lhe matar. Porém, horas depois, mudou a versão. Desta vez alegando estar em situação de não estar bem de saúde e assim querendo socorro. Por não estar em situação de flagrante, “Olhão” foi liberado.

“Ceará” como era conhecido, Deusimar estava internado em estado grave no Hospital e Pronto – Socorro Platão Araújo. Familiares e amigos confirmaram seu falecimento na manhã de terça-feira (25), decorrente de uma hemorragia, ele teve uma das pernas quebradas.

A família pede que a justiça prevaleça, pois se este homem fez isso com o Deusimar, ele deve pagar pelo que fez.

A sogra do Mototaxista, que não teve seu nome divulgado, relatou que o motorista do amarelinho não matou um homem ele matou seu oitavo filho, “Eu o considerava como um filho, ele tinha um relacionamento com a minha filha já há 15 anos ,deixou para ela uma casa, onde pode agora manter o filho de 12 anos e a filha de 1 ano e 8 meses, também custeou a faculdade, ela tirou habilitação , comprou um carro,esse tipo de pessoa não é um homem,não é um genro, é sim um filho”.

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

PATROCINADO
Manaus – AM |Conhecido como “O Gigante do Norte” por ofertar produtos a partir de R$ 1 real,...

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE