‘Arthur não fez nada e só queria fazer propaganda do Hospital de Campanha’, diz presidente da Samel

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus – AM | O presidente do Grupo Samel, Luís Alberto Nicolau, denunciou a falta de compromisso por parte da Prefeitura de Manaus para com o Hospital de Campanha Municipal Gilberto Novaes, que foi inaugurado para atender pacientes com o novo coronavírus (Covid-19).

Publicidade

“Eles não fizeram nada e só queriam fazer propaganda, aí deixavam a gente se virar. Eles só atrapalhavam, só burocratizavam”, ressaltou ao Portal O Poder.

O empresário também afirmou que nem o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, muito menos o prefeito, chegaram a entrar em uma das UTIs (Unidade de Terapia Intensiva).

O racha entre o grupo empresarial e o prefeito Arthur Neto (PSDB), veio à tona nessa quarta-feira (17).

Em um vídeo divulgado nas redes sociais Luís Alberto Nicolau afirmou que o tucano se recusou a emprestar equipamentos doados pela Samel e o Instituto Transire ao hospital Gilberto Novaes para Roraima, em situação crítica.

Segundo o empresário, o prefeito impediu que os materiais fossem retirados da unidade hospitalar.

AUXÍLIO EMERGENCIAL

Acompanhe a Covid-19 no Amazonas

Receba a seleção das melhores notícias

BABADO FORTE