Chico Preto critica contratação de R$ 19 milhões pela prefeitura para marketing digital

9960f96e-5774-4cfe-993f-1d089b0d5160
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus – AM | Usando as redes sociais, o vereador Chico Preto (Democracia Cristã) criticou nesta quinta-feira (19), o contrato celebrado no início deste mês entre a Prefeitura de Manaus e a empresa Agência de Interatividade e Marketing LTDA (IMarketing) no valor de R$ 19 milhões. De acordo com o parlamentar, neste momento de temor com a pandemia do coronavírus, a decisão do Executivo Municipal é a prova de falta de prioridade da atual gestão.

Publicidade

Segundo o vereador, esse dinheiro deveria ser destinado para a compra de insumos de saúde, como álcool em gel e máscaras descartáveis.

“Isso é absurdo. Mais de R$ 1,5 milhões para fazer publicação em Facebook e Instagram? Não dá para aceitar. Isso daria para comprar mais de 100 mil frascos de álcool em gel. É hora de comprar insumos e reforçar a saúde básica onde muitos vão começar seu tratamento e não de fazer contratação desnecessária”, afirmou.

“Quando digo que o problema da atual gestão da Prefeitura de Manaus é não ter percepção de prioridade, os bajuladores do Arthur ficam chateadinhos”, concluiu.

Pressão no Congresso

Chico Preto também conclamou seu seguidores a fazerem pressão no Congresso Nacional a fim de que toda a verba do Fundo Eleitoral e Fundo Partidário – algo em torno de R$ 3 bilhões – seja destinado para a saúde pública.

“Já que a maioria das pessoas estão em casa de quarentena, vamos usar as redes sociais e pressionar o Congresso a abrir mão desse dinheiro. Esse é um ano de desafio. Sei que está na lei, mas a questão do coronavírus está acima disso. Vamos fazer esse ativismo digital porque a política pode esperar, mas as vidas não”, destacou.

O parlamentar disse, ainda, que pretende abrir mão de pelo menos 50% do valor de suas emendas parlamentares para destinar à saúde.

“Estou estudando com minha assessoria para ver de onde tiraremos recursos. Tem coisas que podem esperar. O valor que destinei ao Janell Doyle é um que não dá para abrir mão, mas outros menos urgentes é possível. É algo efetivo que posso fazer para contribuir no combate ao corona vírus”, concluiu.

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias