Indígenas venezuelanos são remanejados em Manaus para evitar contaminação por coronavírus

Captura de Tela 2020-04-02 às 16.00.44
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus – AM | Nesta quinta-feira (2/4), indígenas venezuelanos da etnia Warao começaram a ser transferidos de abrigo na zona leste para um centro esportivo localizado na oeste da capital. A transferencia é para evitar o risco de contágio pelo novo coronavírus e também a sua transmissão.  No primeiro dia da ação conjunta para realocação temporária dos indígenas venezuelanos, foram remanejadas 157 pessoas para o centro esportivo. 

Publicidade

As equipes de abordagem da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) direcionaram o encaminhamento por famílias. De acordo com a secretaria, todos foram transportados, seguindo os protocolos de higiene e organização da Organização Mundial de Saúde (OMS).  Ainda de acordo com a Semasc, nos espaços de acolhimento provisório todos terão atenção redobrada quanto à alimentação e higiene, com limpeza semanal do espaço e reforço nutricional, para aumentar a imunidade.

A ação segue ocorrendo nos próximos dias, contando com a participação do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), Organização Internacional de Migração (OIM), Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), Operação Acolhida – Exército brasileiro e secretarias municipais, que darão suporte total durante o tempo de permanência.

Captura de Tela 2020 04 02 às 16.27.08
Espaço provisório para os indígenas venezuelanos

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias