Dia de Combate ao Câncer de Próstata: Saúde alerta população masculina sobre a importância do diagnóstico precoce

IMG-20221117-WA0330
PATROCINADO
Conhecido como “O Gigante do Norte” o Bazar da Rayana em clima de Natal, acontecerá neste sábado (03)...

Secretário de Saúde, o médico urologista Anoar Samad, explica que a doença é assintomática e reforça a importância das consultas de rastreio e rotina

No Dia de Combate ao Câncer de Próstata, celebrado em 17 de novembro, a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) alerta que o diagnóstico precoce é fundamental para o tratamento e recomenda aos homens, sobretudo aos maiores de 50 anos, que busquem atendimento médico para realização de exames de rastreio da doença.

O secretário de Estado da Saúde do Amazonas, o médico urologista Anoar Samad, ressalta à população masculina que o câncer de próstata é assintomático, o que dificulta o diagnóstico precoce e retarda o início do tratamento. O secretário ressalta que manter as consultas médicas de rotina é a melhor forma de rastrear a doença logo no início.

“O rastreio do câncer de próstata deve iniciar com a realização do exame de sangue PSA e, após os 50 anos, é imprescindível que o homem realize o exame de toque retal. É imperativo acabar com o preconceito, pois somente assim poderemos salvar vidas por meio do diagnóstico rápido e precoce do câncer, e do início imediato do tratamento”, explicou.

Os dados de câncer de próstata no Amazonas são alarmantes. A Fundação Centro de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon) recebeu 261 novos casos da doença no ano de 2019 e 160 em 2020. Já a estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca), ligado ao Ministério da Saúde, aponta 480 novos casos a cada ano do triênio 2020-2022.

Muitos desses novos casos são rastreados quando a doença já está em fase avançada. Por isso, é recomendado que o rastreio de câncer de próstata se inicie a partir dos 45 anos para homens com fatores de risco, e aos 50 anos para homens sem fatores de risco. O diagnóstico precoce é importante para aumentar as chances de cura do paciente.

As consultas médicas são realizadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), nas quais o médico solicita o exame de sangue PSA. E a consulta urológica, bem como o exame de toque retal, são agendados pelo Sistema de Regulação e realizados em unidades de saúde especializadas.

Tratamento

Na rede pública estadual de Saúde, o tratamento de câncer de próstata é ofertado pela Fundação Centro de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), na zona centro-oeste de Manaus, com atendimento especializado em urologia para casos que vão desde a fase inicial até a tardia, como explica o urologista André Mancini.

“Na Fundação Cecon, o serviço está habilitado para o tratamento de câncer de próstata nas suas diferentes etapas, com serviço de urologia completo, realização de cirurgia de tumor de próstata, nos casos mais selecionados o bloqueio hormonal e no caso de tumor mais avançado, a oncologia tem tratamento de hormonioterapia, quimioterapia, serviço de radioterapia externa”, pontuou o especialista.

Novembro Azul

A campanha Novembro Azul é realizada anualmente com intuito de conscientizar a população masculina, sobre a importância das consultas de rastreio e realização de exame de toque retal para o diagnóstico do câncer de próstata.

A Secretaria de Saúde realiza nas unidades de saúde da rede, ações de intensificação de consultas urológicas, exames de PSA e toque retal. Além da realização de palestras e distribuição de materiais educativos ao público interno e usuários do SUS.

No dia 12 de novembro, a SES-AM promoveu a intensificação de consultas com urologistas no Hospital Delphina Aziz e no Centro de Convivência da Família Magdalena Arce Daou, com objetivo de facilitar o acesso para homens com mais de 50 anos com consultas urológicas em andamento no SisReg.

FOTOS: Divulgação/SES-AM (Paciente de urologia) | Ludmila Dias / FCecon (Urologista)

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

PATROCINADO
A capital amazonense é conhecida nacionalmente pela beleza e imensidão da floresta amazônica, por sua zona franca, pelo...

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE