Hospital particular também cobra, na Justiça, que empresa White Martins entregue oxigênio contratado

WhatsApp Image 2021-01-12 at 22.47.38
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

MANAUS-AM |  Nesta terça-feira (12), o juiz plantonista, Cezar Luiz Bandeira, assinou uma Decisão Liminar que ordena que a empresa White Martins  forneça oxigênio líquido medicinal para o Hospital Santa Júlia. Conforme a decisão, a White Martins tem 10 horas para atender a demanda de oxigênio contratada pelo hospital, sob pena de multa diária de R$ 40 mil em caso de descumprimento.

Publicidade

Ainda de acordo com o documento, o oxigênio líquido medicinal deve fornecido ser em quantidade suficiente para atender a demanda dos 10 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 18 leitos clínicos de internação, 05 novas salas vermelhas no pronto-socorro, e 15 novos leitos de observação em pronto-socorro.

O Hospital Santa Júlia, conforme alega no documento, possui contrato de fornecimento do produto com a empresa. Na semana passada, a direção do hospital foi informada por Leonardo Damiano, Gerente de Operações da White Martins, da indisponibilidade de oxigênio para suprir a necessidade gerada pela instalação de novos leitos.

Conforme entendimento do juiz plantonista, o oxigênio é de fundamental importância para o tratamento de pacientes nos mais diversos estágios da Covid-19, sendo considerado imprescindível no tratamento de casos graves da doença.

Ressalta-se que o Governo do Estado também está tendo dificuldades com a empresa contratada, que é a principal fornecedora de oxigênio no Estado do Amazonas, para que seja feita a entrega do oxigênio contratado.

Confira a Liminar (clique aqui)

Captura de Tela 2021 01 12 às 22.56.07
WhatsApp Image 2021 01 12 at 22.48.10 1
Foto: Eudogio Gonçalves

Foto/capa: Eudogio Gonçalves

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

Clique AQUI e saiba as vantagens em ser MEMBRO!

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias