Auxílio Brasil é pago nesta sexta a beneficiários com NIS final 7

Foto: Divulgação
PATROCINADO
Agora, a saúde é levada a sério!A Prefeitura segue com seus cuidados à população. Mais uma unidade de...

PAÍS| Criado como substituto direto do Bolsa Família e Auxílio Emergencial, o Auxilio Brasil consiste em um programa social de distribuição de renda a pessoas em situação de vulnerabilidade com valores que partem de R$ 600 a cada mês.

E nesta sexta-feira (25), os beneficiários do programa com Número de Identificação Social (NIS) terminado em 7 podem receber a parcela de novembro do Auxílio Brasil. Os pagamentos de novembro começaram a ser feitos em 17 de novembro e seguem até 30 de novembro, quando o último grupo recebe o dinheiro.

Os beneficiários podem movimentar o dinheiro pelo aplicativo Caixa Tem (disponível para Android e iOS). A Caixa diz que os beneficiários podem usar o cartão do Auxílio Brasil para fazerem compras em lojas na função débito e fazer saques em terminais de autoatendimento, casas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui e nas agências da Caixa.

O valor médio a ser repassado a cada família em novembro é de R$ 607,57. Este valor aprovado no Congresso e que está sendo pago aos beneficiários do Auxílio Brasil só tem duração garantida até dezembro.

De outubro para novembro, o governo federal incluiu 400 mil famílias no programa. Com isso, o número de famílias atendidas passou de 21,13 milhões para 21,53 milhões em novembro.

O Ministério da Cidadania afirmou que o calendário de pagamentos de dezembro será antecipado por causa das celebrações de final de ano — mas ainda não divulgou as novas datas de dezembro.

O governo eleito e líderes do Congresso negociam uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) para garantir em 2023 o pagamento de R$ 600 aos beneficiários do Auxílio Brasil.

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

PATROCINADO
Ei estudante, vai perder o benefício da meia-passagem no transporte público?Não? Então corre para fazer o cadastro e/ou...

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE