Homem executado com 20 tiros no Japiim era um dos líderes do CV e mandou matar sargento da PM

WhatsApp Image 2020-07-01 at 10.20.43
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus – AM | Na noite desta terça-feira (30),  André Luiz Soares de Magalhães, o “André Gordo”, e a esposa, Zélia Maria de Souza Machado, ambos de 46 anos de idade, foram assassinados a tiros dentro de casa, na Rua Josué Cláudio de Souza, no bairro Japiim, na zona Sul da capital. Um adolescente de 17 anos ficou baleado e foi hospitalizado.

Publicidade

Segundo informações obtidas, André era um dos líderes do Comando Vermelho (CV) e teria mandado matar o sargento da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM), Manuel José Martins Lima, de 54 anos, executado com mais de dez tiros na noite do dia 10 de junho, na Rua Arnaldo Carpinteiro Peres, bairro Petrópolis, também na zona sul da cidade.

“André Gordo” estava a pouco tempo morando na casa que foi invadida por homens armados. Ele residia em beco da Rua fragata, no bairro Petrópolis, onde o mesmo comandava o tráfico de drogas. Sob ameaças de morte, ele foi obrigado a deixar o endereço, onde havia um forte esquema de tráfico de drogas, mas o comando da “boca de fumo” foi passado para dois filhos.

Após o assassinato do sargento na área, o policiamento foi intensificado na região. Alguns criminosos morreram em confronto com policiais militares em patrulhamentos.

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias