‘Estava brincando quando dei a primeira paulada nele’, diz pai que matou o filho de 7 anos
Imagem: Pablo Medeiros

‘Estava brincando quando dei a primeira paulada nele’, diz pai que matou o filho de 7 anos


Manaus-AM | Rogério Alexandrino dos Santos, 27, foi preso e apresentado na manhã desta terça-feira (18), acusado de ter tramado, assassinado e ocultado o corpo de seu filho David Nonato Bento dos Santos de apenas 7 anos , fato ocorrido no último dia 12, na rua São Pedro , comunidade João Paulo, bairro Jorge Teixeira, zona Leste.

Davi foi abandonado aos 6 meses de vida pela sua genitora, passou então a morar com seu pai e a avó paterna, Rogério, seu pai, tinha uma outra casa onde estaria ainda inacabada na comunidade João Paulo, bairro Jorge Teixeira, onde passou a ficar a maioria do tempo, pegando seu filho somente por algumas vezes.

No dia 12 de junho, Rogério pegou seu filho na casa da avó, o levou para a casa de um amigo, como de costume, a noite buscou a criança, e a levou para sua casa na Comunidade João Paulo, porém segundo informações repassadas pelo delegado titular da especializada , Rogério já estaria há 2 dias preparando o crime, onde já teria cavando uma cova para enterrar seu filho no quintal da casa onde ainda estava em construção. “Ele mesmo chegou a relatar que usou as ferramentas, uma pá e outra conhecida como boca de lobo, para fazer uma cova rasa”, completou o titular.

Por volta das 20h , o acusado chamou David para brincar, pediu que a criança ficasse de costas, então, não exitou em desferir um golpe na cabeça da vítima. Segundo o delegado Paulo Martins titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros – DEHS, durante oitiva Rogério relatou que, o motivo para o crime teria sido algumas discussões com sua mãe (avó de David), “Ele alegou que estaria com raiva da avó da criança, em função disso , se revoltou contra o próprio filho, e cometeu esse bárbaro crime “.

O titular desabafou sobre o fato. “É até difícil acreditar que o elemento sendo o pai da criança, tenha tido a coragem de cometer um crime horrível contra o próprio filho de apenas 7 anos, e que havia cavado o buraco pra matar a criança, depois enterrado, ele alega que a criança no momento que desferiu a primeira paulada na cabeça, ele desfaleceu, mas continuou viva, então ele relatou ter apagado as luzes e ter desferido várias outras pancadas na cabeça da vítima, até que não mais respirasse, como desculpa, usou do “argumento” que seria um surto de momento de raiva”.

O corpo da criança só foi identificado após a avó questionar seu desaparecimento, sob pressão, Rogério resolveu relatar o que teria acontecido,então os próprios familiares acionaram a equipe da 30ª cicom ,que seguiu para o local citado fazendo as buscas.

Ainda, segundo Paulo Martins , “Rogério não tem remorso, está tranquilo, alega ser usuário de drogas, mas diga-se de passagem, ele se contradiz em seu depoimento, demonstrando ser frio e calculista”. Agora com preventiva decretada, irá ficar à disposição da justiça para responder pelo crime.

Leia mais

Deixe uma resposta

AO VIVO 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram