Professora é estuprada e morre empalada com cabo de vassoura

Foto: Arquivo pessoal
PATROCINADO
A prefeitura está mudando a vida de pessoas que antes residiam sem qualquer infraestrutura em seus bairros e...

PAÍS | Uma mulher de 48 anos deu entrada no Hospital Municipal de São Vicente (SP) e acabou morrendo por “choque séptico”, ou seja, uma infecção generalizada, segundo o laudo pericial do Instituto Médico Legal (IML). Ela foi estuprada e empalada com om cabo de vassoura, que perfurou intestino grosso dela e acabou provocando a infecção. A família da vítima desconfia do namorado da vítima. As informações são do G1 Santos.

A vítima é a professora aposentada Cleonice Antônio Santos. Atendida na unidade de saúde, ela morreu na segunda-feira (15). Segundo a equipe médica disse à família de Cleonice, eles encontraram pus na perfuração. Os médicos realizaram uma cirurgia chamada laparotomia exploratória, em que o abdômen é aberto e os órgãos abdominais são examinados em busca de lesões ou doenças.

A prima da vítima, a artesã Luzinete Aragão, disse ao G1 que a família suspeita do namorado de Cleonice, que, segundo os relatos, desapareceu após levá-la ao hospital. A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) não confirma a informação, mas alega que o caso é tratado pela Polícia Civil como morte suspeita e está sendo investigado. O namorado da vítima ainda não foi localizado.

A filha da vítima informou à Polícia Civil que o namorado da mãe disse que Cleonice foi “socorrida” por ele após “se sentir mal”.

Foto: Arquivo pessoal

SEJA UM MEMBRO APOIADOR DO IMEDIATO

PATROCINADO
Manaus – AM |Conhecido como “O Gigante do Norte” por ofertar produtos a partir de R$ 1 real,...

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE