Permissionários reagem à parada de ônibus mais cara do Brasil de Arthur Neto

Foto: Reprodução Facebook
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus-AM| Neste sábado, os permissionários que trabalham na Ponta Negra reagiram sobre a situação da parada de ônibus mais cara do Brasil do prefeito Arthur Neto. Em nota publicada no facebook PRAIA DA PONTA NEGRA MANUS AMAZONAS, eles até concordaram que a parada é realmente bonita,mas mostram que há prioridades maiores do que essa, com fotos.

Publicidade

Leia na íntegra a publicação:

Sobre a polêmica: Parada de ônibus da Ponta Negra ou “estação” assim diz o Prefeito.

Nós os permissionários somos contra, não pela parada que é um projeto lindo, mas, por nossas prioridades que são muito mais importante do que uma parada com esse valor. Os nossos permissionários já chegaram a pagar quase 2,000.00 (dois mil reais ) mensais. Somos 30 (trinta) barracas na praia e 30 (trinta) carrinhos no calçadão, somando esse valor da quase 120,000.00 (cento e vinte milreais) mensais . Sem ter direito a água encanada, eletricidade e até mesmo sem ter direito a um teto, pois a Prefeitura Municipal de Manaus não da a estrutura, cada permissionário tem que comprar a sua. Sem falar nos contêineres que ali atuam.

Vou mostrar quais são as nossas prioridades!

( Fotos abaixo) 👇👇👇👇

Entenda a polêmica

Enquanto as ruas de Manaus continuam esburacadas, as paradas de ônibus continuam sem teto ou apenas com uma placa no poste informando que ali “para” um coletivo, a prefeitura resolveu apostar em uma estrutura, a qual ela chama de “estação”, que na verdade é uma parada de ônibus, em uma das regiões mais nobres e ricas da cidade.

Com 96 metros quadrados, a estrutura vai atender, segundo a prefeitura, a alta demanda de público no local, possuindo soluções arquitetônicas especiais para minimizar a sensação térmica e proporcionar mais conforto aos usuários. A estação segue a arquitetura do complexo turístico e do Centro de Atendimento do Turista (CAT), também em construção.

A nova estação é quase oito vezes maior em relação aos pontos de ônibus tradicionais, que possuem apenas 12 metros quadrados. Para o redimensionamento da estação foi considerado que, além de ser um ponto turístico, a Ponta Negra recebe alguns dos maiores eventos públicos da cidade, como o Festival Folclórico do Amazonas, o Réveillon e o Boi Manaus.

A população está bastante revoltada com essa situação. O site Imediato recebeu centenas de mensagens de pessoas reclamando sobre o abandono da prefeitura em seus respectivos bairros e indignados com o valor dessa parada de ônibus.

Leia mais

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias